CidadesCuritibaDestaqueNotíciasTrânsito

Viaduto da Pompeia agora sai

De acordo com o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, a data da inauguração do Viaduto da Pompeia já está definida. O anúncio oficial vai acontecer no início da próxima semana

Viaduto da Pompeia deve desafogar o trânsito na BR-116, no bairro Tatuquara, em Curitiba

Por Léo Souza, Com informações de Hermes Hildebrand e Colaboração de Márcio Camargo

Os moradores de Fazenda Rio Grande e demais municípios da região contam nos dedos os dias que faltam para chegar o data da inauguração do Viaduto da Pompeia, bairro Tatuquara, em Curitiba. A esperança é que chegue ao fim os congestionamentos na rodovia BR-116.

Quem mora nos bairros do Tatuquara, Campo do Santana e Umbará, em Curitiba; Fazenda Rio Grande, Mandiritiuba, Quitandinha, Agudos do Sul, Tijucas do Sul, Piên e Campo do Tenente, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), será beneficiado com a obra. Nos horários de pico, o tráfego fica insuportável na região.

No final do mês de agosto deste ano, o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, falou com exclusividade à equipe do Jornal O REPÓRTER sobre a entrega do Viaduto da Pompeia e também sobre outros investimentos que acontecem naquela região.

A obra foi construída pela Prefeitura de Curitiba e estava parada quando Pimentel e o prefeito Rafael Greca assumiram a gestão da capital paranaense. No primeiro ano de mandato, segundo o vice-prefeito, a trincheira da Central de Abastecimento SA (Ceasa) foi entregue. “A obra da trincheira foi retomada imediatamente e entregue para a população já nos primeiros meses da nossa administração”, lembra ele, que também já foi diretor da Ceasa.

Vice-prefeito Eduardo Pimentel anuncia na próxima semana inauguração do Viaduto da Pompeia

Quanto ao Viaduto da Pompeia, o vice-prefeito de Curitiba informou que a atual administração teve que corrigir o projeto para, posteriormente, dar andamento na obra de construção da alça de acesso à BR-116. “Essas duas obras estruturantes, que é a trincheira e o viaduto, prontas, visam facilitar o fluxo de carros naquela região”, afirmou Eduardo Pimentel.

Segundo o vice-prefeito, desde o final de agosto, seriam necessários aproximadamente 60 dias para que a nova estrutura fosse entregue à população. “A construção das alças está em andamento, não parou em nenhum momento. Queremos entregar ela completa para a população de Curitiba até o fim de outubro”, anunciou ele.

O motivo que colaborou para o atraso da entrega da obra, segundo Pimentel, foram as 49 famílias que moravam naquela região e que tiveram que ser realocadas para outros pontos da cidade. “Esse foi o nosso grande desafio. Demoramos um tempo no primeiro ano para conseguirmos realocar essas famílias. Mas com toda tranquilidade, fizemos isto em um tempo hábil”, concluiu o vice-prefeito Eduardo Pimentel.

 

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content