DestaquePiênPolítica

Vereador João Nunes, de Piên, sugere salário igual de secretário

Legislativo local congelou subsídios de prefeito, vice, secretários e vereadores para a próxima legislatura

João Nunes é vereador do município de Piên

Da Redação

Os vereadores, secretários, prefeito e vice, que exercerem mandato em Piên, entre 2021 e 2024, não terão aumento em seus subsídios (salários). A decisão foi tomada recentemente, por meio da aprovação de projeto de lei que estabelece o valor a ser pago mensalmente aos agentes políticos do município. Atualmente o subsídio mensal do prefeito é de R$ 17.075,32, do vice R$ 8.537,66, dos secretários R$ 7.132,56, do presidente da Câmara R$ 7.596,68 e cada vereador R$ 6.379,79.

No caso dos vereadores, o recebimento integral da remuneração é condicionado ao comparecimento às sessões, assinatura da folha de presença, participação nas votações e permanência em plenário. Caso não compareça ou não tenha a justificativa de ausência aprovada, é realizado desconto de um dia de trabalho. O vereador João Nunes, defendeu que o salário de vereador seja igual ao de secretário. “Acho pouco o que recebemos e deveríamos receber igual secretário. Mas como não dá para melhorar, vamos deixar como está”, comentou o vereador.

 

Continuar lendo

Artigos Relacionados