TRE-PR Marca julgamento que pode cassar a “chapa” inteira de deputados estaduais do PSL

No inicio de janeiro de 2019 o Ministério Público ajuizou Ação de Impugnação de Mandato Eletivo,- contra todos os candidatos a deputados estaduais da Coligação Endireita Paraná (PSL, PTC e Patri), sob o argumento de que teria havido fraude no preenchimento das cotas de gênero.

(TRE PR)

Durante a as investigaçoes do processo foram apurado denunciqas de duas candidatas do (PATRI) disseram em depoimento pessoal que jamais se dispuseram a participar de um processo eleitoral sendo candidatad, e não teriam assinado documento algum neste sentido, o que deu ensejo à abertura de inquérito policial para apurar eventual crime de falsidade.gênero.

Com base nas provas produzidas, o Ministério Público Eleitoral pediu que seja reconhecida a denunci de prática de fraude, é como consequência, a cassação dos mandatos de todos os deputados estaduais eleitos pela coligação sendi (Delegado FrancischiniI, Coronel Lee, Delegado Fernando, Luiz Fernando Guerra, Missionário Ricardo Arruda, Do Carmo, Emerson Bacil e Subtenente Everton), além da anulação dos votos de todos os candidatos da coligação e nova totalização dos votos para uma nova distribuição das cadeiras na Assembleia Legislativa do Paraná.

OUTRO PROCESSO

Plenário da Assémbleia Legislativa do Paraná

Como Delegado Francischini, Do Carmo, Emerson Bacil e Subtenente Everton já foram cassados em outros processos, caso a ação seja julgada procedente, também perderiam os mandatos os deputados estaduais Ciroinel Lee, Delegado Fernando, Luiz Fernando Guerra e Missionário Ricardo Arruda, o que provocaria nova composição da Assembleia Legislativa do Paraná.

O julgamento foi marcado para a próxima segiunda-feira (27/06/2022) as 14h00,, a sessão poderá ser acompanhada atraves da internet onde swerá transmitido a votação por parte dops magiustrados.

Veja também...