CidadesDestaquePolíticaTijucas do SulTijucas do SulÚltimas Notícias

Transporte cidadão de Tijucas do Sul deixará de ser gratuito

Devido à falta de orçamento, a prefeitura de Tijucas do Sul está estudando a inclusão de tarifa no transporte cidadão. O projeto iniciado em 2015 pelo ex-prefeito José Altair Moreira (Gringo), garante à população o trajeto gratuito dentro do município. De acordo com o atual prefeito Antonio César Matucheski, o Executivo não tem mais como arcar com o serviço.

“O custo está muito alto, não tem condições da prefeitura manter. Na época em que foi criado, a arrecadação era maior, tinha condições”, explica o prefeito César. Nessa semana, a prefeitura já deu início a um processo para analisar como será feita a cobrança, e qual valor será cobrado pela passagem. O processo deve demorar 30 dias.

transporte cidadão de tijucas do sul

Segundo o prefeito, ficou difícil de manter o projeto, por se tratar de ônibus próprios, que quebravam e geravam despesa na manutenção. Por isso, o serviço teve que ser terceirizado, o que aumentou ainda mais o custo.

Hélio Marcos de Oliveira, que foi secretário de Administração em Tijucas do Sul na época em que foi implantado o transporte cidadão, lamenta o fim da gratuidade. “Isso foi uma conquista da população de Tijucas. Transporte é importante, principalmente num município como o nosso, que ainda tem uma população que vive na área rural”, diz, lembrando ainda que as pessoas acabam usando o dinheiro da passagem para comprar coisas no centro, de modo o que o valor continuaria circulando no município.

+ Jornal O Repórter edição 410

+ Motociclista perde o controle, atinge mureta e morre em Tijucas do Sul

Ele conta que, em 2015, ele e o prefeito estudavam uma forma de implantar o transporte e chegaram à conclusão de que seria mais viável a prefeitura ser responsável pelo serviço do que contratar uma empresa terceirizada. Isso porque a empresa cobraria um subsídio (uma contrapartida da prefeitura), que não seria nada barato.

Para Hélio, se a prefeitura investisse em ônibus próprios, todo mundo poderia sair ganhando. Ele comenta que até o meio ambiente seria menos poluído, porque as pessoas usariam menos carros.

E ele ainda destaca que, quando o transporte foi implantado, era um atrativo para empresas se instalarem na cidade. Isso porque os empresários não precisariam arcar com o transporte dos funcionários. “Só que parou tudo. Tá lá parada a área industrial”, critica. “Não deviam acabar com tudo aquilo que vem de benefício pra população. Como gestor público, você tem que aprimorar as conquistas e não retirar. Achar soluções”, continua.

Por: Dayanne Wozhiak

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content