Se tiver um voto, cidade no Paraná terá prefeito do PT com vice do PSL

PT de Lula e PSL que elegeu Bolsonaro, juntos em Santana do Itararé

Uma aliança extremamente improvável deve ser eleita em Santana do Itararé, cidadezinha de 5.000 habitantes no interior do Paraná, a 300 km de Curitiba. Como cabeça da única chapa na disputa, está Zé Izac, do PT do ex-presidente Lula. Seu vice é Joaquim do Venerando, do PSL, partido pelo qual Jair Bolsonaro se elegeu. Se conseguir apenas um voto, ambos estarão eleitos para o mandato de quatro anos para comandar a prefeitura.

Zé Isac diz até que parou de falar mal nas redes sociais do governo federal, porque estava ficando “estranho”, segundo contou ao repórter Vinicius Boreki. A união foi aprovada pelos dois partidos, que integram outras coligações pelo Brasil, mas não com as duas legendas com candidatos. Ajudou o fato de ser a única postulante na cidade e contar com aval de outros partidos (MDB, Podemos, PSD, PSB e PDT).

A explicação principal é que a eleição em pequenos municípios tem um caráter mais regional, distante da polarização nacional. Afinal, a política no Brasil é pragmática.

Veja também...