ClimaCuritibaDestaque

Quando vai chegar a chuva?

Reservatórios estão secando dia após dia e situação preocupa

Reservatórios estão secando e economia se torna uma necessidade (foto: Lineu Filho)

Assessoria

Há vários dias os curitibanos e moradores da RMC têm se deparado com dias lindos, de céu azul, poucas nuvens, sol sempre presente. Apesar do cenário muito bonito para uma cidade conhecida por ser quase sempre cinza, a situação é preocupante. Há meses sem chuvas significativas, não só a região de Curitiba mas todo o Paraná passa por um dos períodos de estiagem mais severos das últimas décadas. A falta da chuva reflete no abastecimento da água, nas queimadas ambientais e até mesmo na nossa saúde.

Para explicar a real situação e o que nos espera para os próximos meses, a Tribuna conversou com especialistas. E apesar de as represas ainda terem reserva para os próximos quatro meses, o apelo é único: economize, economize, economize, pois se não houver consumo consciente, pode faltar água pra valer. Entenda toda a situação a seguir.

Quando a chuva pode voltar?

Uma das maiores estiagens das últimas décadas no Paraná pode demorar a passar. A seca, que foi se agravando a partir de março, estava fora das projeções feita para o período do ano pelo Instituto Tecnológico Simepar. “Nenhum modelo previu essa seca, Havia uma tendência de chuva abaixo da média, mas não uma situação como essa”, revela o meteorologista Lizandro Jacóbsen, do Simepar.

Segundo o especialista, a meteorologia só consegue prever com mais precisão os próximos 15 dias. Por esse motivo, não há como saber quanto tempo a estiagem deve durar. “O ideal agora seria a chegada de uma frente fria estacionária, para que chovesse direto cinco dias e recuperar os reservatórios, Mas é muito difícil isso acontecer”, explica o meteorologista. Como o outono e inverno são estações mais secas, a tendência é que a estiagem continue nos próximos meses.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar