BrasilDestaque

Procuradoria vê desvio de R$ 53 milhões na chapa Dilma-Temer

Por:NOTÍCIAS AO MINUTO

Parecer reforça suspeita do Tribunal Superior Eleitoral sobre a campanha eleitoral de 2014

naom_55f14c5a0712a

A Procuradoria-Geral da União formulou parecer que endossa supeitas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que houve desvios de R$ 53 milhões na campanha de Dilma Rousseff e Michel Temer nas eleições de 2014.

Segundo informações do Blog do Josias, do UOL, o documento foi anexado ao processo que avalia a cassação da chapa. O parecer ficou pronto no último dia 6 e é assinado pelo vice-procurador-geral-eleitoral, Nicolao Dino.

Dino informa no texto que a análise passou por técnicos escolhidos pelo Minitério Público. “…Os peritos judiciais e os assistentes técnicos do Ministério Público Eleitoral concluíram, de forma convergente, que as empresas Rede Seg Gráfica e Editora Eireli, VTPB – Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda e Focal Confecção e Comunicação Visual Ltda não demonstraram capacidade operacional para executar os serviços supostamente contratados em favor da chapa dos requeridos (Dilma e Temer), e nem comprovaram a efetiva prestação de serviços e produtos contratados”, diz trecho do documento assinado pelo procurador.

O parecer foi enviado a ministro do TSE Herman Bejamin. Nesta semana, Dino solicitou a quebra de sigilo bancário e fiscal das gráficas citadas. O pedido foi atendido por Benjamin na última quinta-feira (13).

Em caso de condenação, Dilma deverá sofrer uma série de consequências políticas e jurídicas. Já a defesa de Temer deve sustentar a versão de que a prestação de contas do candidato a vice deve ser analisada em separado da do cabeça de chapa.

LEIA TAMBÉM: Investigações já atingem 18 ministros da era petista

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content