CuritibaDestaqueEspecial

Polícia promoverá ações contra abuso sexual

Campanha e importante para mobilizar e conscientizar toda a sociedade paranaense

Levar informações à sociedade é um dos objetivo das “lives”

Da AEN-PR

A Polícia Civil fará a Semana PCPR de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil com lives diárias no perfil da instituição no Instagram, entre segunda (18) e sexta-feira (22), sempre às 15h. As transmissões ao vivo serão feitas pela conta @pcproficial (instagram.com/pcproficial) e estarão disponíveis a todos os usuários da rede social, que poderão enviar perguntas sobre o tema. O delegado Alexandre Macorin de Lima, chefe da Divisão de Polícia Especializada, diz que a campanha é de extrema importância para mobilizar e conscientizar toda sociedade para o compromisso de proteger crianças e adolescentes contra o abuso sexual. “O medo, a vergonha e o silêncio ainda são fatores que dificultam que os crimes venham à tona e sejam punidos. Nesta semana vamos divulgar todas as informações sobre como prevenir e como denunciar este tipo de violência”, afirmou. O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes. A data comemora 20 anos desde que foi criada pela Lei 9.970 em 2000.

A delegada Ellen Victer, chefe do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes, diz que será a primeira vez que o trabalho de conscientização será feito pela internet. “No ano passado fizemos um evento no Parque Barigui, em Curitiba, para orientar as pessoas sobre as formas de denúncia. Mas, devido à pandemia, neste ano será diferente”, disse. Na segunda-feira (18), Macorin irá fazer a abertura da semana de lives. Na sequência, Ellen conduzirá live sobre o tema Abuso ou Exploração Sexual, onde irá diferenciar os crimes e explicar sobre outros delitos que acabam tendo relação com esses.

Na terça-feira (19) será a vez do investigador e psicólogo, Flávio Balan, que falará da relação do abuso sexual com o isolamento social consequente da pandemia da Covid-19. Ele irá explorar quais sintomas costumam ser apresentados pelas vítimas e como perceber os sinais da criança e do adolescente. A promotora de Justiça da Promotoria de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos de Curitiba, Tarcila Teixeira, será a convidada de quarta-feira (20). Irá expor as estratégias para proteção e monitoramento quando a criança está fora da escola. A exposição será mediada pela delegada Ellen.

O coordenador-geral da força-tarefa Infância Segura da Secretaria Estadual da Justiça, Família e Trabalho, Felipe Hayashi, falará sobre os canais de denúncia, os crimes virtuais relacionados aos abusos e exploração sexual. Além disso, Hayashi irá expor quais ações vêm sendo desenvolvidas no combate a esses crimes. A exposição será mediada pela delegada Patrícia Nobre. O último dia (15) da semana de combate será realizado por Patrícia, que atua como delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes em Curitiba. Ela irá oferecer orientações de prevenção ao abuso e à exploração sexual infantojuvenil, assim como informar as estatísticas desses delitos. Nesse dia, a delegada também irá responder a uma seleção de perguntas que serão enviadas pelo público durante a semana. O delegado Macorin fará o encerramento da semana de lives.

Continuar lendo

Artigos Relacionados