DestaqueFazenda Rio GrandePolíciaÚltimas Notícias

Polícia prende dona de casa acusada de cultivar maconha no quintal

Denúncia anônima de cultivo da planta no quintal de uma residência no bairro Iguaçu. No local a Polícia encontrou uma moto com alerta de roubo

Mudas de maconha e moto roubada encontradas na casa da acusada

Por Léo Souza

A dona de casa Larissa Santos de Oliveira foi presa na tarde desta segunda-feira (18),  por produzir drogas e ainda guardar uma motocicleta com alerta de roubo no quintal de casa. Por meio de denúncia anônima, uma equipe do 17º Batalhão da Polícia Militar (BPM) chegou até o endereço da acusada, situado à Rua Rio São Francisco, nº 109, no bairro Iguaçu, em Fazenda Rio Grande. Os policiais receberam a informação anônima que o morador, identificado por Vinícius Ferreira da Silva, estaria usando maconha e ainda teria três pés da planta cultivados nos fundos de sua casa. A equipe formada pelos policiais militares Judson de Melo Freitas e Jovani Xavier Ferreira encontraram as plantas acomodadas em dois baldes plásticos.

No domingo (17), a denunciante teria chamado a Polícia Militar, mas ninguém compareceu ao chamado da ocorrência. Nesta segunda-feira (18), a investida policial obteve êxito. A denunciante contou à Polícia exatamente onde estariam as drogas plantadas. Com as informações precisas, a equipe entrou no terreno onde havia duas casas. Quem recebeu a equipe foi a senhora Larissa Santos que mora na casa da frente acompanhou os policiais até o quintal, onde as plantas foram encontradas.

Também nos fundos da residência os policiais encontraram uma motocicleta, preparada para trilha, sem placas, somente com o número do chassis. Ao fazer a averiguação do veículo no sistema da Polícia Militar, a motocicleta se encontrava em alerta de furto/roubo. A senhora Larissa Santos foi perguntada sobre a procedência dos produtos. Ela informou que a moto seria de propriedade de seu companheiro Vinícius e que teria comprado já havia muito tempo. Quanto aos pés de maconha, seriam de um antigo morador da casa dos fundos.

As verificações prosseguiram dentro da residência, onde foi localizada uma porção de maconha pesando aproximadamente três gramas. Segundo a moradora, seria para uso de seu companheiro Vinícius, que trabalhava em uma oficina de nome Celana, localizada no bairro Nações. Ela ressaltou que ele não é traficante, apenas usuário de drogas.

Como somente Larissa Santos se encontrava na residência na condição de responsável, os policiais conduziram a acusada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24h, onde ela realizou exames de corpo de delito. Em seguida, com os objetos apreendidos, Larissa foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil de Fazenda Rio Grande para procedimentos de praxe. Não houve a necessidade do uso de algemas, pois a acusada estava com sua filha de colo de dois anos e seis meses de idade, e não oferecia risco à equipe policial.

Menor apreendido com bicicleta roubada no bairro Estados

O menor M. F. S. M. foi apreendido nesta segunda-feira (18), por furto de uma bicicleta da marca Truste Verden/GTU, quando passeava com o veículo na Rua Pará, em frente ao número 49, no bairro Estados. Havia alguns meses que o solicitante, identificado por Edenílson, teve sua bicicleta roubada. Ao visualizar o veículo com um menor, precisou do apoio da Polícia Militar.

Uma equipe do 17º BPM chegou ao local e realizou a abordagem ao menor M.F. S. M. em cima da bicicleta. Ao ser indagado sobre a procedência do transporte, o menor contou que havia comprado de um rapaz por R$ 10 e que não conhecia, não sabia o nome e nem o endereço do suposto vendedor. O senhor Edenilson reconheceu a bicicleta, que pertence ao filho dele e disse ainda que possuía a nota fiscal do produto, como foi comprovado posteriormente.

O menor foi conduzido até a UPA 24h e, posteriormente, à Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência (BO) e realizada a devolução da bicicleta ao autêntico proprietário. Os policiais tentaram por seis vezes o contato com o plantonista do Conselho Tutelar, por meio do telefone 41 9 84128639, mas não foram atendidos. A mãe do menor também foi acionada, mas não atendeu o telefone. Na UPA 24h, a equipe policial conseguiu contato com uma vizinha que prometeu avisar a mãe ou o pai do menor para o comparecimento na delegacia.

Imagem e nformações: 17º BPM

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content