Piên se prepara para iniciar vacinação contra o Corona Vírus

Foto Secretário da Saúde Pedrinho da Farmácia

A Prefeitura de Piên, através da Secretaria de Saúde, está trabalhando na elaboração do calendário de vacinação contra o Covid-19. O município aguarda apenas a liberação dos insumos por parte do Governo do Estado para iniciar a imunização dos pienenses.

Segundo anunciou o Governador do Paraná, Ratinho Junior, o Estado já possui um estoque de cerca de 11 milhões de agulhas e seringas, e está em fase final de compra de mais 16 milhões. Ele informou ainda que este número é o suficiente para imunizar todos os habitantes do estado. Todo o material, incluindo ainda luvas, aventais, máscaras, algodão entre outros itens estão armazenados no Centro de Medicamentos do Paraná, em Curitiba.

Já quanto a distribuição deste material para os municípios o Governo do Estado garante que toda distribuição será coordenada pelas 22 Regionais espalhadas pelo Paraná. “Hoje temos capacidade de aplicar a primeira dose em toda a população do Paraná no mesmo dia”, frisou o governador.

Segundo Ratinho Junior o início da campanha seguirá os critérios estabelecidos por meio do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, respeitando as doses que ingressarem no Programa Nacional de Imunização. Importante lembrar que inicialmente serão vacinados os grupos prioritários, compostos por trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência e população indígena. Na segunda fase serão imunizadas as pessoas com faixa etária entre 60 e 74 anos e na terceira fase pessoas com alguma comorbidade. Nas fases seguintes seguirão as imunizações por outros grupos prioritários, como professores e trabalhadores de serviços essenciais. A previsão do Ministério da Saúde é que toda a população seja vacinada em até 12 meses após início da campanha.

Em Piên o município já vem se preparando para receber e imunizar os habitantes tão logo que as vacinas cheguem na cidade. “Porém é importante lembrar à população que as vacinas serão encaminhadas conforme os grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde”, disse Mayara Grosskopf, Coordenadora da Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Piên. Ela explica ainda que o município está fazendo levantamento dos grupos para encaminhar à Secretaria de Estado da Saúde. “Já encaminhamos os números de quantos profissionais estão envolvidos diretamente no enfrentamento ao Corona Vírus e agora estamos trabalhando nos dados referente ao número de habitantes com mais de 75 anos”, frisou. Estas pessoas são as primeiras a receber o imunizante e por isso são os primeiros dados a serem encaminhados

Vice-prefeito e secretário de Saúde, Pedrinho da Farmácia, garante que a cidade já possui locais para armazenamento dos materiais e está preparada para receber as vacinas tão logo inicie a distribuição. “Já estamos preparados para receber as vacinas e começar o trabalho na nossa comunidade”, frisou Pedrinho. Quanto aos locais de vacinação eles permanecem normalmente nas unidades de saúde e informações extras devem ser divulgadas conforme o andamento da vacinação. Segundo o Prefeito Maicon Grosskopf por enquanto os grupos a serem vacinados são compostos por poucas pessoas por isso o município ainda conseguirá atender normalmente nos postos de saúde. “Porém já estamos estudando um local específico e amplo para atender com rapidez e eficácia assim que aumente a demanda e que a vacina comece a ser liberada para novos grupos”, comentou o prefeito.

O Prefeito ainda pede que a população tenha um pouco de calma neste momento para que as vacinações possam transcorrer da melhor forma possível. Ele frisa ainda a importância dos pienenses aguardarem a vez do seu grupo de fatores pois as vacinas serão encaminhadas ao município conforme estes grupos “Nós, enquanto prefeitura, gostaríamos de vacinar toda a população da cidade em uma só vez, mas infelizmente precisamos seguir as diretrizes do restante do país, tendo em vista que os insumos necessários estarão vindo aos poucos”, finalizou.

Veja também...