DestaqueEntretenimentoMandirituba

O sonho da bailarina: Conheça a história da bailarina Geovana Miranda e seu studio, um dos mais novos e mais requisitados da região

Por: Dayanne Wozhiak

Boa parte das meninas já sonhou, ao menos uma vez, em ser bailarina. Em meio a tantas opções de profissão, porém, o Ballet quase sempre acaba se tornando um hobby e sendo deixado em segundo plano após a adolescência. Mas quando a melodia toca o coração, em algumas raras exceções, o sonho persiste ao longo dos anos.

Foi assim com a Geovana Miranda. Dona de seu próprio studio em Mandirituba, onde é professora de Ballet, ela conta que foi através da profissão que todos os sonhos se tornaram realidade. E apesar de ter apenas 20 anos, ela já carrega uma expressiva bagagem, sendo a mais nova microempreendedora do município.

Geovana toca o negócio sozinha: dá aulas, administra o espaço, faz limpeza na sala… Desde que o Studio começou, em 16 de agosto do ano passado, muitas mudanças aconteceram. E uma das pessoas primordiais nesse processo foi a mãe, que foi quem permitiu que tudo se tornasse realidade. Outros parceiros citados pela microempreendedora são os vereadores Felipe Machado e Bernardo Palú, além da amiga Neli Cristina Farias.

Com 45 alunos no Studio de Dança Geovana Miranda, ela já recebeu diversos destaques tanto pelo próprio desempenho quanto pelo trabalho apresentado nas aulas. “O estúdio já se destacou como o melhor da região, o melhor da cidade. As meninas daqui sempre se destacam em todos os festivais que vão. A escola ganhou uma força que eu não imaginava”, aponta. Ela diz ainda que, entre outras conquistas, foi jurada no festival de Caxias do Sul e destaque na Mostra Paranaense.

Tudo graças ao trabalho que faz. Com um método de ensino focado na criança, ela afirma que tenta ensinar de uma forma mais lúdica e tranquila, para que os alunos se sinta felizes em ir às aulas e não se frustrem futuramente. Cada um aprende no seu tempo e possibilidade. Outro diferencial da escola é a entrega de medalhas de participação e honra. Assim, mesmo se a turma não ganhar um concurso, cada aluno recebe um estímulo a continuar.

Os sonhos são grandes. Um deles é criar filiais do Studio na região. Como a procura é grande, e vem gente até de outros municípios para fazer aula com ela, essa seria uma forma de crescer e também estar mais próxima dos alunos, sempre a um preço mais acessível.

Currículo

Quando se nasce com um dom e o empenho é grande, o reconhecimento é garantido. Geovana começou no ballet com 5 anos e até chegou a fazer aulas de dança contemporânea, jazz e dança de rua, mas não se identificou com outro ritmo. “Eu estava sempre na ponta dos pés, dançando com leveza”, diz. E após passar por cerca de cinco escolas curitibanas, acabou se encantando por uma delas e decidiu, então, o que queria fazer para o resto de sua vida.

“Eu sempre quis ser professora, mas não queria ser a professora que sai de uma sala e entra em outra. O Ballet me fez ter uma turma só minha!”, conta. Também foi com a dança que ela conheceu o Rio de Janeiro, porque teve que ir fazer parte de sua formação lá. Hoje com DRT como professora de Ballet e qualificada em psicomotricidade e neurociência adaptados ao ballet infantil, ela conta que ainda há muito mais o que aperfeiçoar e esse é um dos pontos que mais lhe motivam na profissão: o estudo constante.

E como forma de levar o trabalho a outros lugares, além das turmas no studio, ela dá aulas na Escola Ângelo Zeglin Palú (Mandirituba) e em academias de Quitandinha e Agudos do Sul, onde ensina Ritmos. Correria a semana toda, Geovana ainda faz faculdade semipresencial de Educação Física, para melhorar o currículo, e está tentando estudar Dança na Faculdade de Artes do Paraná (FAP).

Serviço

Studio de Dança Geovana Miranda

Rua Prefeito Francisco Ary Claudino, nº 15. Centro – Mandirituba/PR

Telefone: 3626-1592

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content