CuritibaEducaçãoÚltimas Notícias

O pão nosso conectando diferentes gerações a cada dia

O projeto “Massa Mãe” tem a proposta de realizar 60 oficinas interativas em que crianças de escolas públicas podem vivenciar de forma lúdica e artesanal a arte de fazer pães, sempre com o tempero de histórias e curiosidades sobre as tradições culturais desse alimento ancestral. O projeto, que já passou por algumas escolas de várias regionais da cidade, chega à reta final das atividades no mês de dezembro. A expectativa do Massa Mãe é de atender aproximadamente 2.500 crianças do ensino público de Curitiba gratuitamente.

As oficinas são ministradas pelas monitoras Jaqueline Oliveira e Elisa Havro e trazem a oportunidade das crianças colocarem a mão na massa, misturarem os ingredientes, cantarem para o pão crescer, levarem a massa ao forno e, depois, ao final da oficina, experimentarem o que foi produzido com as próprias mãos. “É gratificante ver a alegria e o envolvimento das crianças em todas as etapas, e saber que muitas vão compartilhar essa rica vivência com suas famílias”, conta Elisa.

O projeto prevê ainda a realização de duas palestras voltadas à sensibilização de educadores e comunidade, que serão proferidas pela Professora Doutora Neli Maria Teleginski (Doutora em História pela Universidade Federal do Paraná; pesquisadora da História da Alimentação das Etnias do Paraná).

 Foto: As monitoras Jaqueline Oliveira, com a cítara, e Elisa Havro contando a história sobre a arte ancestral de fazer o pão durante a oficina para os alunos da Escola Municipal Professor José Cavallin – Regional Bairro Novo.

 

A universalidade e a simplicidade do pão

 

A história do pão é quase tão antiga quanto a da nossa civilização. Afinal, foi nos primórdios da agricultura, com o início do cultivo de grãos e cereais como o trigo, que os homens primitivos deixaram a vida nômade para começar a se organizar em torno de sociedades mais complexas. As variedades de pães são infinitas, porém, independente da forma, do tamanho e do sabor do pão, o homem dele necessita como alimento, tanto para seu espírito quanto para seu corpo.

O coordenador do projeto Daniel Havro, ressalta que “em toda a história da civilização humana, nenhum outro alimento abarca a simbologia e a importância cultural do pão, em suas diferentes formas. Nenhum outro hábito alimentar, associado aos mais diversos cerimoniais e ritos de todos os povos, tem a universalidade e a simplicidade do pão. “

O projeto “Massa Mãe – A Arte Ancestral de Fazer Pães” tem o incentivo do Positivo e apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – PAIC, Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

 

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content