EconomiaGeralLapa

Nova ponte melhora transporte para produtores de banana

Estrutura inaugurada pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior substituiu a antiga, danificada por enxurrada de 2011, em Guaratuba, dando mais segurança para as comunidades do Litoral.

Produtores de bananas e moradores de comunidades do litoral passaram a ter mais segurança e rapidez para atravessar o Rio Cubatão, em Guaratuba. A nova ponte foi inaugurada neste sábado (17) pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, com a presença de todas as pessoas que se beneficiarão com a obra. A ponte liga a comunidade do Cubatão com a Limeira, que faz divisa com o Morretes.

Com investimentos de mais de R$1,3 milhão, a comunidade, formada por produtores de banana, não vai ter prejuízos por conta de enxurradas, frequentes na região de Mata Atlântica. Os recursos foram destinados pelo Governo do Estado a fundo perdido, com contrapartida do município.

“Esta ponte vai atender as comunidades diminuindo distâncias e facilitando a vida de quem produz. É uma das regiões que mais produz banana no Brasil e as pessoas que vivem dessa vocação precisam ter transporte e logística eficientes para o produto chegar com preço acessível nos mercados e indústrias”, afirmou o governador, que foi o primeiro no cargo a visitar a comunidade.

MELHORIA – A antiga ponte, toda de madeira, foi construída pelos próprios moradores em 1991 e teve danos com a enxurrada de março de 2011. De acordo com o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, a ponte é utilizada pelas duas comunidades e por outras adjacentes. Segundo ele, toda a produção agrícola do município passa por pela ponte, com carretas que chegam a pesar 30 toneladas.

“Essa obra melhora a vida das pessoas direta e indiretamente. Facilita para que mora na região e utiliza o transporte escolar e também melhora o escoamento agrícola. A qualidade da banana depende muito do transporte. Ela é prejudicada quando a carga chacoalha ou fica muito tempo no caminhão”, afirmou Justus.

LITORAL – O governador ressaltou que o Estado está mudando a forma de olhar para o Litoral, levando investimento e desenvolvimento para a região também fora de temporada. “Estamos fazendo um planejamento de infraestrutura para o Litoral, com a participação do Ministério Público e da sociedade”, disse.

Ratinho Junior citou como exemplos os estudos da ponte de Guaratuba e da engorda da praia de Matinhos e de Guaratuba. “O Litoral passou a ser prioridade para o governo do estado, que trouxe movimentação nas pousadas e restaurantes nesta semana, com os Jogos da Aventura e Natureza”, completou.

O litoral recebe até este domingo (18) diversas modalidades esportivas, ecológicas, turísticas e de aventura, um formato inédito no País.

ESTRUTURA – O secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, disse que a ponte faz parte de uma série de obras que estavam previstas há anos, porém sem projetos executivos. Ele ressaltou que outros investimentos estão sendo planejados para todo Estado

A ponte tem pilares de concreto e estrutura de aço com 67 metros de comprimento por 4 metros de largura, sem guarda-corpo para possibilitar também o tráfego de máquinas agrícolas. O piso (tabuleiro) é de madeira de lei (jatobá) com espessura de 7cm.

“Além das obras que já começaram, outras estão em fase de desenvolvimento de projetos e outras ainda terão os projetos anunciados. Queremos mais obras para o Litoral e trazer para cá o progresso”, afirmou Sandro Alex.

O secretário do Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, disse que o projeto da ponte do Rio Cubatão foi feito em parceria entre as duas secretarias. “Havia uma dificuldade, pois o projeto era muito complexo e hoje temos uma obra concluída, com estrutura muito forte para atender a comunidade”, disse.

ECONOMIA – O faturamento da área rural de Guaratuba se equipara com o faturamento da pesca, que é de R$ 50 a R$ 60 milhões ao ano. A comunidade Cubatão tem cerca de 4 mil moradores, todos agricultores, que produzem em média 4 milhões de toneladas de banana ao ano.

Morador da comunidade Cubatão há 54 anos, o agricultor Alaor de Oliveira Miranda conta que já conseguiu ganhar tempo no escoamento das 4 mil caixas que produz ao mês com destino à Ceasa de Curitiba. “Na antiga ponte não dava nem pra passar direito que a roda do caminhão ficava pra fora e hoje temos confiança e segurança”, disse.

De acordo com o governador, 85% das propriedades rurais do Paraná são de pequenos agricultores familiares. “Vamos lançar o Banco do Agricultor paranaense através da Fomento Paraná, para criar uma linha de crédito que vai permitir a industrialização do que é produzido no campo pela agricultura familiar”, disse.

A ideia é, além de produzir a banana, aumentar a escala de produtos industrializados no comércio, como a bala, o licor e a cachaça de banana. “Podemos criar uma série de soluções para dar mais valor agregado para aquilo que produzimos no campo”, afirmou.

Outro projeto que está sendo analisado no Estado é a compra de alimentos dos pequenos agricultores com destino para a merenda escolar.

PRESENÇAS – Também estiveram na solenidade de inauguração da ponte o deputado estadual Nelson Justus, a ex-prefeita Ivani Justus, o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, procuradora Geral de Guaratuba, Denise Golveia, os prefeitos de Matinhos, Rui Hauer, de Paranaguá, Marcelo Roque, e de Morretes, Helder Teófilo dos Santos.

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content