CoronavirusDestaqueFazenda Rio Grande

Kit de merenda escolar será entregue nesta quinta em FRG

Kits preparados para entrega a partir desta quinta-feira, dia 17

Da Assessoria

A Prefeitura de Fazenda Rio Grande, por meio da secretaria de Educação, agendou para o dia 17 de setembro a entrega do próximo kit de merenda escolar às 4,2 mil crianças que passam por situação de vulnerabilidade social neste momento de pandemia. As entregas estão sendo realizadas com frequência desde o mês de abril. Neste mês, porém, devido à alta dos preços e à escassez de alguns alimentos, houve um atraso na data e o kit será composto por 8 kg de hortifruti da agricultura familiar local.

De acordo com o secretário de Educação, Ednelson Sobral, o fornecedor responsável por esses kits tem alegado que insumos como o arroz, óleo, feijão e bolacha tiveram uma alta considerável nos preços, diminuindo a oferta e, consequentemente, dificultando para que eles possam complementar os kits que seriam entregues às famílias. “Diante disso, para minimizar o impacto, a Prefeitura de Fazenda Rio Grande decidiu agora, em 2 de setembro, que faremos a entrega do kit alimentação escolar em dois momentos. Faremos agora, no próximo dia 17, a entrega do kit alimentação composto pelos itens da agricultura familiar local, um kit de 8 kg de frutas e verduras. Aproximadamente serão entregues 33,6 mil kg a um investimento de R$ 131 mil reais. Com essa ação, a gente está procurando minimizar o impacto na vida dessas pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social”, afirma o secretário.

A ideia é entregar os itens da agricultura familiar quinzenalmente, beneficiando assim não só a essas famílias, mas aos agricultores locais e fazendo a economia girar na cidade. Paralelamente a isso, assim que tudo se normalizar, serão entregues também as merendas secas, com alimentos não perecíveis. A empresa responsável já entregou alguns kits, mas não o total, dessa forma, é preciso adquirir mais itens antes da entrega. Sobral acredita, porém, que isso deva acontecer até o final deste mês.

Às famílias que estão passando por uma situação difícil e precisam receber a merenda para os filhos, mas não fazem parte do Cadastro Único, o indicado é que procurem o CRAS e façam seu cadastro para que, comprovada a necessidade, possam ser incluídas no benefício.

De acordo com o secretário, é importante lembrar que esse é um programa que visa suprir a alimentação que as crianças receberiam na escola e até duas ou três vezes mais, já que a ideia é que nenhuma criança passe fome. Ele atende, porém, somente àquelas famílias que realmente precisam, o que corresponde a 25% dos alunos matriculados. “Estamos, nesse momento, atendendo ao princípio da razoabilidade e da racionalidade. O município tem um limitador, que é a questão financeira, então se nós fôssemos entregar esse quantitativo para os 16,5 mil alunos, seria aproximadamente um kit de menos de 2 kg de hortifruti para cada criança e muitas famílias não iriam buscar. Assim, nós teríamos um desperdício de alimentos, que iriam estragar, e àquela família que de fato precisa, esses 2 kg apenas não seriam o suficiente para que a criança passe a quinzena bem alimentada”, finaliza o secretário.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar