Governo do Paraná decreta toque de recolher em todo o estado

Governador Ratinho Jr com o secretário de Saúde Beto Preto

AEN PR

O Governo do Paraná decretou toque de recolher em todo o estado, entre 23h e 5h, a partir desta quarta-feira (2). A medida assinada pelo governador Ratinho Junior (PSD), nesta terça-feira (1º), tem validade de 15 dias, podendo ser prorrogado, e busca conter a alta nos casos do novo coronavírus. Esta é a primeira vez que o Governo do Paraná anuncia toque de recolher, desde o começo da pandemia.

O estado informou que a Polícia Militar (PM) vai intensificar a fiscalização nas ruas, em trabalho com as equipes das guardas municipais, para o cumprimento das medidas de restrição. No decreto, o governo destacou que a restrição não se aplica aos serviços considerados essenciais. A decisão de proibir a circulação de pessoas foi tomada depois de um grande aumento de casos de Covid-19 no estado. O número de infectados em novembro foi 93% maior do que em outubro, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Pela manhã, em entrevista, o secretário de Saúde, Beto Preto, já havia anunciado que o governo iria implantar o toque de recolher. “É necessário que possamos interromper em alguns momentos a circulação de pessoas. Há hipótese até de fechamento de praças, parques, diminuição de festejos de natal e ano novo por parte dos entes públicos”, disse.

Pandemia no Paraná

Um boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde aponta que o Paraná chegou a 282.645 casos confirmados de Covid-19 e 6.160 mortes registradas pela doença. Por causa da alta ocupação nos leitos de hospitais, as cirurgias eletivas no estado estão suspensas. De acordo com o secretário, a medida foi necessária para remanejar equipes e leitos para acomodar mais pacientes.

Ainda conforme o boletim da Sesa, a taxa de ocupação de leitos hospitalares da rede pública de saúde exclusivos para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 é a seguinte: 84% dos 1.036 leitos de UTI adulta; 68% dos 1.462 leitos de enfermaria adulta; 50% dos 22 leitos de UTI pediátrica e 50% dos 34 leitos de enfermaria pediátrica.

Em Curitiba, a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva para adultos é de 92%, nesta terça-feira, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde. Ao todo, 28 leitos para adultos estão livres na cidade. O município informou que a taxa geral de ocupação dos leitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é de 91%.

Veja também...