Campo do TenenteCampo TenenteCidadesDestaquePolíticaÚltimas Notícias

Fuscão inicia mandato como presidente da Câmara de Campo do Tenente com metas

Os primeiros dias da gestão do novo presidente da Câmara Legislativa de Campo do Tenente já foram dedicados à definição de metas para o biênio 2019-2020. Paulo Renato Quege, o Fuscão, está focado em manter a transparência da Casa e trabalhar em conjunto com os outros dois poderes, Executivo e Judiciário.

“Vou ouvir bastante o Ministério Público, trabalhar em conjunto. E manter a transparência, por meio do site e dos jornais impressos”, afirma o presidente.

Sobre a transparência, há quatro meses a Casa realiza transmissão ao vivo das sessões, por meio do YouTube. Essa foi uma ideia da então presidente Solange Fávaro. Mas desde 2009, a rádio comunitária também transmite, sem cortes, a sessão. É toda quarta-feira, ao meio dia. Projeto esse, iniciado por Fuscão, na época em que ele também era presidente da Câmara.

Para manter deixar tudo dentro dos conformes, o novo presidente também optou por chamar as pessoas que passaram no recente concurso realizado. Segundo ele, o concurso foi uma ideia da vereadora Solange, a fim de que os funcionários possam dar continuidade ao trabalho, independentemente dos vereadores eleitos.

A prova foi em outubro de 2018 e as vagas eram para advogado, contador e administrativo. Esse último cargo deverá responder pelo controle interno da Câmara e trabalhar em conjunto com o controle interno da prefeitura.  Foi uma ordem do Ministério Público, segundo Quege. Alguns dos concursados já se apresentaram.

+ Rua André Valenga, de Campo do Tenente, recebe recape asfáltico

+ Transporte Cidadão de Tijucas do Sul deixará de ser gratuito

Entre as prioridades, está desenvolver projetos como o Câmara Itinerante, além de fiscalizar cada setor da administração pública e firmar parcerias. Para isso, ele já está definindo pautas para reuniões que fará em cada órgão, banco e secretaria.

“Na semana passada já entramos em contato com o Ministério Público para agendarmos uma reunião, com o intuito de levar ao conhecimento essas definições e, com isso, realizarmos uma parceria importante entre Judiciário e Legislativo. Não sou presidente de uma bancada e nem se um partido, sou presidente de uma Casa que tem a difícil tarefa de consolidar fiscalização, leis e bem estar social”, conclui Paulo Renato Quege.

Por: Dayanne Wozhiak

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content