DestaqueFazenda Rio GrandeLutoÚltimas Notícias

Fazenda Rio Grande de luto

Dunimir Luís Nichele faleceu neste domingo (15). Cidadadão Honorário fazendense contribuiu para o desenvolvimento do minicípio

Dunimir Luís Nichele participou diretamente no desenvolvimento do município

Prefeitura de Fazenda Rio Grande

Dunimir Luís Nichele.
Natural de Fazenda Rio Grande (Município de São José dos Pinhais, na época), nascido no dia 14 de Setembro de 1937. Filho de Luís e Líria Nichele, irmão de Erotides Ângelo Nichele (Dinho) e Rosi Lindamir Nichele.  Quando muito jovem ainda, trabalhou com a família no Posto Ave Maria (Hoje, Posto Pelanda 22), em seguida, se voltou a profissão de caminhoneiro sempre acompanhado de seu irmão Dinho.

Em 1970, novamente com seu irmão, fundaram a madeireira Irmãos Nichele. Neste tempo, criaram também a Transportadora Nichele. Em 1974, os irmãos adquiriram o posto 21 da Família Pelanda. A partir daí, intensificaram os negócios ligados ao ramo de combustíveis com outros postos e transporte de combustíveis. Foi um grande empresário e empreendedor. Cresceu com o município e ampliou seus negócios além das fronteiras municipais gerando centenas de empregos.

Dunimir se casou em 1958 com Idolir Inês Bonatto, oriunda do Bairro Umbará, Curitiba. Desta união, tiveram 5 filhos: Luís Carlos, Lisani, Vanderlei, Vanderléia e Michela. 10 netos e seis bisnetos completam sua descendência.

Dunimir sempre foi conhecido pelo seu carisma de homem probo e de agradável conversa. Foi colaborador participativo em diversos ramos sociais de entidades de classe e assistenciais. Homem religioso e participativo na igreja. Participou assiduamente na construção e criação da paróquia de São Gabriel. Sempre envolvido em projetos sociais principalmente como grande conselheiro por larga experiência de vida.

Toda esta experiência social e participativa lhe rendeu o respeito e admiração daqueles que sempre governaram o município. Para tanto, foi honrosamente laureado com o Título de Cidadão Honorário desta cidade.  “Seu Mir”, como era conhecido, deixa um legado  de um homem de caráter fecundo, muita postura e retidão. Honestidade e companheirismo. Viveu em harmonia com sua companheira Idolir por mais de 61 anos de casados. Exemplo a ser seguido.

Velório: Jockey Club, no bairro Pioneiros

Sepultamento: às 14h desta segunda-feira (16), no Cemitério Municipal de Fazenda Rio Grande

Imagens e informações: Prefeitura Municipal de Fazenda Rio Grande

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content