CuritibaDestaqueEsportes

Decisão é com o Furacão

O Athletico Paraense fez o dever de casa e venceu o Internacional, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil. A vantagem foi mínima, mas a vitória garante uma tranquilidade em Porto Alegre

Bruno Guimarães, o carioca de 30 milhões de dólares, desequilibrou a favor do Athetico-PR

POR LÉ SOUZA

Curitiba, PR – Na Arena da Baixada não tem pra ninguém! O Athletico Paranaense (PR) fez mais uma vítima no estádio Joaquim Américo, ao derrotar o Internacional de Porto Alegre (RS), por 1 a 0, na noite deste quarta-feira (11), em Curitiba. Com a vitória no primeiro confronto da Final da Copa do Brasil, o Furacão das Américas joga pelo empate na partida de volta no estádio Beira-Rio, na capital gaúcha.

Sem querer ter problemas no jogo de volta, o Inter respeitou o Rubro-negro paranaense. A ordem era reduzir ao máximo o espaço athleticano e levar um empate ou derrota com placar mínimo, como aconteceu. O primeiro tempo foi muito cadenciado e terminou sem abertura do placar.

Na segunda etapa, o Inter mudou de atitude e partiu para cima do Athletico, criando algumas oportunidades de abrir o placar. Do lado do Athletico, o treinador Tiago Nunes pediu mais atitude de Bruno Guimarães em campo e foi atendido. O gol saiu aos 13 minutos, com uma troca de passe perfeita, que começou com Bruno Guimarães, Thonny Anderson, Marco Ruben – com participação especial de Edenílson, do Inter – e terminou com o talentoso Bruno Guimarães. Com um tapa de três dedos do pé direito, ele mandou a bola por cima de Marcelo Lomba e guardou no canto esquerdo do goleiro Colorado: Furacão 1 a 0.

Numa arrancada ao seu estilo, aos 27 minutos, o paraense Rony enfileirou a defesa do Inter e bateu no centro do gol. No reflexo, o goleiro Marcelo Lomba espalmou com a mão direita e mandou a bola para a linha de fundo. Os entendidos preferiam um chute rasteiro e bem forte de Rony, para vencer a perícia de Lomba.

A resposta gaúcha veio aos 30 minutos, com Rodrigo Lindoso, mas o volante Welington deu um toque sutil e facilitou a defesa do goleiro Santos, do Athletico. Se o placar foi bom ou ruim, somente o tempo dirá, após o jogo de volta, dentro de uma semana. Na partida de volta, o Athletico joga pelo empate contra o Internacional, para ficar com o título. O confronto está programado para quarta-feira (18), às 21h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 1 X 0 INTERNACIONAL-RS

Competição: Copa do Brasil – Final – Jogo de ida
Local: Estádio Joaquim Américo – Arena da Baixada – Curitiba-PR
Data: 11.09.2019 – Quarta-feira
Horário: 21:30

Gol: (Athletico 1 a 0, Bruno Guimarães, aos 13′ 2º tempo)
Renda: R$ 2.685.079,00
Público: 38.772 pagantes
Público presente: 39.490 espectadores

Árbitro: Raphael Claus (SP-FIFA). Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (SP-FIFA) e Neuza Inês Back (SP-FIFA)
Cartões amarelos: Nikão, Khellven e Wellington (Athletico)

Athletico: Santos; Khelven, Robson Bambu, Léo Pereira e Marcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães, Léo Cittadini (Thonny Anderson) e Nikão; Rony (Lucho González) e Marco Ruben (Marcelo Cirino)
Técnico: Tiago Nunes

Internacional: Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson (Nonato), Patrick e D’Alessandro (Rafael Sobis) ; Niko Lopes (Wellington Silva) e Paolo Guerrero
Técnico: Odair Hellmann

Paraense Rony tenta de bicicleta abrir o placar. No 2º tempo, enfileirou a zaga gaúcha e parou na intervenção de Marcelo Lomba

 

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content