CuritibaDestaqueProcesso Eleitoral

Curitiba tem 13 candidatos a prefeito confirmados por partidos

Da Assessoria

O final de semana de convenções terminou com 13 candidatos a prefeito de Curitiba confirmados oficialmente pelos partidos. Até quarta-feira, quando termina o prazo, outros nomes devem ser lançados, com as convenções do PT, MDB e PP, fechando o quadro de concorrentes às eleições majoritárias na Capital. A reta decisiva das articulações foi marcada pela desistência de quatro políticos veteranos: além dos deputados federais Ney Leprevost (PSD), Luizão Goulart (Repub), e Luciano Ducci (PSB), que retiraram suas candidaturas a pedido do governador Ratinho Júnior (PSD), o qual deve apoiar a reeleição do atual prefeito Rafael Greca (DEM), surpreendeu no sábado a saída do páreo também deputado federal e ex-prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Apontado como um dos principais opositores de Greca, Fruet desistiu alegando falta de recursos para a campanha. “Não me refiro à participação somente. Refiro-me à participação competitiva! Já fui candidato e sei que são necessários recursos para estrutura mínima e profissional que exigem várias atividades prévias. Não consegui viabilizar esses recursos com a devida antecedência”, afirmou ele, que foi substituído pelo jovem deputado estadual Goura Nataraj (PDT). Goura diz que pretende levantar a bandeira de uma cidade sustentável e realmente democrática.

A coligação PL/PROS oficializou a candidatura da deputada federal Christiane Yared (PL) e 26 candidatos a vereadores pelo partido. Com uma chapa integralmente feminina, ela como vice a empresária Jilcy Rink, mãe do presidente do diretório municipal do PL, Paulo Rink. Yared adotou como slogan inicial da campanha o mote ‘menos concreto e mais afeto’.

Também no sábado, foi confirmado o deputado estadual Fernando Francischini, pelo PSL, com o apoio PSDB. “É preciso olhar para a frente e superar essa velha política, que tenta comprar votos com ilusões, piadinhas de mau gosto, risadinhas que escondem um coração de pedras para os mais pobres”, afirmou Francischini, em clara alusão à Greca. O Avante lançou a psicóloga cristã e conservadora Marisa Lobo com o jornalista e advogado Romulo Quenehen de vice e 38 candidatos, sendo 13 mulheres. O Partido Comunista do Brasil (PC do B) confirmou a estudante Camila Lanes, com o Doutor Zequinha de vice 30 candidatos a vereador. “Nosso maior desafio é os moldes como ocorrerá esse processo eleitoral, visto que a nossa cidade ainda enfrenta a pandemia. É preciso fazer campanha sem colocar em risco nenhum curitibano ou curitibana”, afirmou ela.

PT, MDB e PP fecham fase de definições

O prazo final para convenções partidárias termina na próxima quarta-feira, começando hoje com o PT, que deve homologar o professor de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Paulo Opuszka como candidato a prefeito do partido. O Progressistas (PP) podem lançar na quarta-feira a deputada estadual Maria Victória como candidata à sucessão municipal. Filha do deputado federal e líder do governo Bolsonaro na Câmara Federal e da ex-vice-governadora Cida Borghetti (PP), ela já concorreu em 2016.

O partido negociava o apoio à reeleição do atual prefeito Rafael Greca (DEM), com a intenção de indicar o candidato a vice, mas perdeu a vaga para o PSD do governador Ratinho Júnior. O atual vice-prefeito, Eduardo Pimentel, que em abril trocou o PSDB pela legenda de Ratinho Jr, deve ser indicado para permanecer na chapa de reeleição de Greca.

O MDB também só se define na quarta. Pode lançar o ex-deputado federal João Arruda, mas é assediado também pelo PSL de Francischini e o PDT de Goura.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar