AgriculturaDestaqueQuitandinha

Começa a distribuição de calcário para os produtores de Quitandinha

Ao todo, serão distribuídas aproximadamente 1.600 toneladas do produto

Prefeita Maria Julia com produtores rurais na entrega de calcário

Assessoria

A prefeitura de Quitandinha, por meio da sua Secretaria de Agricultura, iniciou nesta semana a distribuição das primeiras seiscentas toneladas – das mil e quinhentas previstas – de calcário dolomítico para os produtores do município. O Programa Municipal de Incentivo a Correção do Solo se tornou uma marca da gestão da prefeita Maria Julia, que desde o primeiro ano de sua gestão, faz a distribuição do insumo para os pequenos produtores de Quitandinha, com o objetivo de potencializar a qualidade do que é produzido na cidade.

Este ano, foram mais de R$ 150 mil investidos no calcário, vindos diretamente dos recursos livres do município. A expectativa é fechar esta última distribuição atendendo a todos os produtores cadastrados na Agricultura. “Vamos atender 150 produtores cadastrados agora. Isso fecha a nossa lista de atendimentos, que vínhamos fazendo desde 2017. Ao término dessa entrega, serão mais de 500 produtores atendidos nestes últimos quatro anos”, afirma Jean Bastos, Secretário de Agricultura do Município.

A calcagem é uma das maneiras de corrigir o os nutrientes do solo, de forma a enriquecer e equalizar a terra de forma a garantir uma boa produtividade ao agricultor. Muitos produtores não tem estrutura e nem dinheiro para obter o insumo, e nesse intento, o Programa visa motivar a qualidade dos produtos da região. “Nós plantamos feijão e milho. Agora estamos nos preparando para a produção no verão, e o calcário ajuda muito a melhorar o rendimento da nossa produção”, afirmou Silvane Kudlavic, agricultora da região do Mato Branco que estava aguardando para receber as suas 10 toneladas de calcário.

A entrega, que nos últimos três anos era marcada por uma grande confraternização entre os produtores, teve que se adaptar a uma nova realidade por conta do Coronavirus. “Essa foi a maior quantidade de calcário que já distribuímos. Queríamos dar mais calcário para os nossos produtores, mas não deu por conta de toda a estrutura de urgência que a Saúde precisou e ainda precisará nos próximos tempos. Nos outros anos nós fazíamos uma costela de chão para comemorar e motivar os produtores neste período de entre safra, mas agora, por conta do decreto 1.332, nós estamos evitando a aglomeração e dividindo a entrega para no máximo seis produtores por dia, com horário marcado, das 8h30 às 15h”, afirmou a prefeita Maria Julia.

 

 

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Verifique também

Close