Campo TenenteDestaqueEspecial

Casarão Villa Anna agora é do povo

Prefeitura de Campo do Tenente compra imóvel que será sede da administração municipal

Castelo será aberto para visitação após as adaptações

Da Redação

O prefeito de Campo do Tenente, Jorginho Quege, com recursos do FINISA – Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento, acaba de adquirir o Casarão Villa Anna, localizado numa das margens da Rodovia Antônio Lacerda Melo (PR-427), pelo valor de R$ 2.700.000,00. A mansão, foi construída a partir de 1.884 e concluída em 1928. Estilo neoclássico, a construção está bastante conservada. São 980 m² de área construída, além de espaço no subsolo (porão). A área total de terreno, equivale a 27 mil m². “Este espaço agora pertence ao povo”, definiu o prefeito Jorginho. Para obter o empréstimo junto ao FINISA, o prefeito Jorge contou com o apoio dos vereadores, que aprovaram a transação.

                                                                                                                                                                   Com 38 aposentos, além de outras dependências, a mansão, como é chamada pelo povo do município, será a sede da prefeitura. “Inicialmente, uma parte será ocupada pela Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo e, a medida em que as adaptações forem acontecendo, vamos mudar todas as secretarias para o imóvel”, antecipa Jorginho, que numa área onde funcionava o armazém da Família Sthalke, será transformado em restaurante com comidas típicas da região, como o leitão pururuca e café colonial. “Esta mansão será do povo e planejamos construir no espaço do armazém, um restaurante, com a intenção de fomentar o turismo em nossa cidade. Sabemos que muitas famílias em viagem, ou mesmo da cidade, tem o sonho de conhecer o casarão e agora o espaço pertence ao povo e assim que promovermos as mudanças necessárias no local, vamos abrir para visitação dos moradores e turistas. Campo do Tenente será um local turístico”, fala confiante Jorge Quege.

A construção do casarão demorou 44 anos para ficar pronta. Existe a 136 anos e a família Sthalke deixou de morar no palacete em meados de 2015. O local estava a venda por mais de R$ 6 milhões e, após intensas negociações, o valor caiu para R$ 2.700.000,00. “Entendemos a necessidade de adquirir o local para transformar no Palácio do Governo e abrir para as pessoas. Pagaremos este valor a longo prazo e é um investimento para o município, que além de ter um espaço amplo para as secretarias municipais, ainda será aberto pra visitação. Ainda planejamos como isso será feito, mas já estamos pensando em abrir licitação para que o espaço do armazém, com 450 m² passe a ser explorado para oferecer comidas típicas da nossa região e café colonial. Fizemos um grande negócio, não tenho dúvidas”, finaliza o prefeito Jorge Quege.

 

Veja esta reportagem aqui 

Continuar lendo

Artigos Relacionados