Câmara de Fazenda Rio Grande realiza workshop para o terceiro setor

 Câmara de Fazenda Rio Grande realiza workshop para o terceiro setor
Compartilhe

Da redação

O terceiro setor será foco de um workshop realizado pela Câmara Legislativa de Fazenda Rio Grande nesta sexta (24). Além de uma oportunidade para o público conhecer e debater a missão dessas organizações na sociedade, aqueles que já fazem parte de associações e comunidades poderão também conferir o workshop para se capacitar e receber instruções que possam melhorar a gestão de suas instituições.

De acordo com a diretora presidente da Fetespar, Maria Cirleide da Silva, que será palestrante no evento, o terceiro setor é composto por organizações da sociedade civil legalmente constituídas. “Entidades, associações de moradores, catadores, ongs, institutos, todas essas são organizações da sociedade civil que pertencem ao terceiro setor”, explica.

Segundo ela, são essas entidades que se encarregam de chegar aonde o Poder Público não consegue, seja pela alta demanda ou pela burocracia. E é através do terceiro setor que a população em situação de vulnerabilidade consegue participar de projetos, receber doações ou até mesmo conseguir um empego formal.

Mais de 100 mil cupons na promoção Show de Prêmios Compre em Piên

Contenda fez treinamento de segurança para os educadores

“Hoje o terceiro setor, no Brasil, gera mais de dois milhões de empregos formais, pessoas registradas em carteira. Tem mais de 50 milhões de voluntários. No Paraná, temos mais de 17 milhões de voluntários. E essas entidades conseguem alcançar as pessoas em situação de vulnerabilidade”, complementa a diretora presidente.

O presidente da Câmara Legislativa de Fazenda Rio Grande, Alesandro Bordignon Weiss, o Sandro do Proteção (PSD), afirma que o workshop será uma grande oportunidade para fortalecer as organizações da sociedade civil, além de atrair a atenção de lideranças para sua relevância. Ainda segundo ele, o evento vai proporcionar capacitação para líderes de instituições inativas, de forma que elas possam atuar em suas comunidades

“Reconhecemos os desafios enfrentados desde a criação, incluindo a obtenção de documentação e a regularização das instituições. Em Fazenda Rio Grande, mais de 200 organizações do terceiro setor estão presentes no município”, destaca.

O vereador lembra também que o terceiro setor é um grande colaborador do Poder Público e por isso a relevância de eventos como esse na Câmara, bem como de um trabalho conjunto.

“O objetivo principal não se limita apenas à orientação sobre documentação, mas também inclui o apoio desde a capacitação de lideranças até a elaboração de projetos. Isso contribuirá para que o poder público leve uma melhor qualidade de vida para todos, especialmente os mais necessitados”, enfatiza Sandro.

Maria Cirleide faz uma chamada de atenção quanto à necessidade de desburocratizar editais e outras portas de entrada das entidades na obtenção de recursos do Poder Público para chegar a mais pessoas. Segundo ela, apesar de a Lei garantir essa desburocratização, muitos governos ainda a praticam, dificultando o processo.

Ela finaliza destacando a relevância das entidades, que existem para garantir que as políticas públicas aconteçam de forma efetiva: “Se não fossem essas organizações, a situação das pessoas que estão em vulnerabilidade, estaria bem pior”, finaliza.

O workshop é nesta sexta (24), às 19h, na Câmara Legislativa de Fazenda Rio Grande.

oreporter

Related post

Enviar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *