Luizão Goulart defende tarifa de transporte público a R$ 4

 Luizão Goulart defende tarifa de transporte público a R$ 4
Compartilhe

O pré-candidato à prefeitura de Curitiba pelo partido Solidariedade, Luizão Goulart, propôs recentemente uma redução na tarifa do transporte público da cidade para R$ 4. Durante uma entrevista concedida à BandNews FM na manhã desta segunda-feira (20), o ex-prefeito de Pinhais e ex-deputado federal destacou a importância de uma tarifa acessível para os usuários e criticou a última licitação do transporte coletivo na capital paranaense, realizada em 2010.

Luizão enfatizou que a recente licitação do transporte público em Curitiba foi “no mínimo confusa”. Segundo ele, o processo teve pouca transparência, além de não contar com o devido acompanhamento dos órgãos de controle, como o Tribunal de Contas e o Ministério Público.

Ele também mencionou que o sistema de transporte não apresentou melhorias significativas, apesar do preço da passagem ter subido. O pré-candidato acredita que é possível implementar uma tarifa de R$ 4 em Curitiba, destacando que a média nacional está em torno de R$ 4,50 a R$ 4,60. “Eu vejo que é possível aqui em Curitiba uma tarifa de 4 reais.”

Pessoas com Deficiência ganham festival inédito esta semana em Curitiba

Luizão defende criação de uma Secretaria do Trabalho em Curitiba

Além da questão do transporte, Luizão Goulart destacou suas intenções de implantar em Curitiba projetos que tiveram sucesso em Pinhais, especialmente no que diz respeito à resolução de problemas de alagamentos e enchentes. Ele acredita que sua experiência e os resultados positivos obtidos em Pinhais podem ser replicados na capital para melhorar a infraestrutura e a qualidade de vida dos curitibanos.

Luizão finalizou reafirmando seu compromisso em realizar uma licitação justa e transparente para o transporte coletivo de Curitiba, garantindo que, se eleito, sua administração estará focada nos interesses dos usuários e não em manter relações com as empresas de ônibus. “Eu tenho condições de fazer uma boa licitação, transporte coletivo de Curitiba, porque eu não tenho ligação com as empresas de ônibus. Eu vou olhar o interesse do usuário do transporte coletivo”, concluiu.

Confira o recorte da entrevista publicado nas redes sociais.

oreporter

Related post

Enviar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *