Unidades de Saúde de Araucária já estão aplicando nova vacina contra a covid-19

 Unidades de Saúde de Araucária já estão aplicando nova vacina contra a covid-19
Compartilhe

As vacinas monovalentes com cepas atualizadas contra a covid-19 chegaram em todas as Unidades de Saúde de Araucária nesta semana, inclusive das localidades rurais. Essa versão da vacina é chamada de monovalente pois contém apenas uma versão do vírus causador da doença: a XBB, uma subvariante da Ômicron.

A composição seguiu recomendação do grupo técnico da Organização Mundial da Saúde (OMS), que periodicamente tem orientado as farmacêuticas sobre qual cepa do coronavírus utilizar no imunizante. É por isso, por exemplo, que doses que não foram adaptadas, feitas apenas com a versão original do vírus, de 2019, como a de Oxford/AstraZeneca, têm sido descontinuadas pelas fabricantes.

No Brasil, a nova dose será ofertada no Programa Nacional de Imunizações (PNI) para indivíduos a partir de seis meses de idade a menores de cinco anos e para os grupos prioritários com maior risco de desenvolver formas graves da doença.

Para as crianças de seis meses a menores de cinco anos, não vacinadas anteriormente o esquema recomendado é de duas doses, da Vacina Monovalente XBB com intervalo de 4 semanas entre a primeira e a segunda dose.

Para as crianças de seis meses a menores de cinco anos, com esquema vacinal completo com as vacinas utilizadas anteriormente, é recomendado uma dose de reforço intervalo mínimo de 3 meses da última dose.

Confira: o que fazer em caso de suspeita de dengue

Agências do Trabalhador do Paraná ofertam 18,5 mil vagas com carteira assinada

Para os grupos prioritários, independentemente do número de doses prévias recebidas, é recomendado doses de reforço semestral ou anual com a vacina XBB, com intervalo mínimo de 3 meses da última dose de qualquer vacina contra a covid-19.

Os grupos prioritários, com indicação semestral são: os indivíduos com 60 anos ou mais, pessoas imunocomprometidas, gestantes e puérperas é recomendado 2 doses de reforço com a vacina XBB, intervalo de 6 meses entre as doses.

Os grupos prioritários com indicação anual são:

– Pessoas que vivem ou trabalham em instituições de longa permanência

– Indígenas

– Ribeirinhos

– Quilombolas

– Trabalhadores da saúde

– Pessoas com deficiência permanente ou comorbidades

– Pessoas privadas de liberdade com 18 anos ou mais

– Funcionários do sistema de privação de liberdade

– Adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas e população em situação de rua

Pessoas que não fazem parte do grupo prioritário:

Os esquemas primários de vacinação contra a covid-19 não são mais recomendados rotineiramente para as pessoas com 5 anos de idade ou mais que não fizerem parte do grupo prioritário.

#pratodosverem: a imagem relacionada a esta notícia mostra em primeiro plano uma seringa e uma ampola de vacina segundo seguradas por uma mulher que aparece em segundo plano desfocada. No segundo plano aparece somente o rosto da mulher. Ela usa máscara de proteção individual descartável. 

oreporter

Related post

Enviar comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *