Agudos do Sul terá ambulatório de fisioterapia e sala humanizada

 Agudos do Sul terá ambulatório de fisioterapia e sala humanizada
Compartilhe

Por: Dayanne Wozhiak

A população de Agudos do Sul já pode começar a contar com dois novos espaços destinados à saúde do município. Com um investimento de R$ 350 mil, a Prefeitura deve inaugurar, ainda este ano, o ambulatório de fisioterapia e um espaço para atendimento humanizado de pacientes em tratamento oncológico e hemodiálise, ambos anexos à Unidade Básica Central.

“Estamos ansiosos com a entrega! Vai ser um ambulatório específico para a fisioterapia, com um espaço amplo e acessibilidade. Também vamos entregar um dos compromissos da nossa gestão, que era criar a sala humanizada. Uma sala específica para o atendimento de pessoas que fazem tratamentos como o oncológico e hemodiálises, que geram desconforto, tanto pela saúde física quanto emocional”, declara o prefeito Jessé Zoellner.

Além do atendimento, ele pretende ainda chamar pessoas que já fizeram tratamentos semelhantes para dar palestras e servirem de motivação para os pacientes. O investimento é uma contrapartida (R$ 250 mil) do Governo do Estado e também conta com recursos próprios do município (R$ 100 mil), em parceria com os deputados Alexandre Curi, Toninho Wandscheer e Luciano Ducci.

Prefeito Jesse renova convênio do Armazém da Família com Curitiba

Após ampliação e modernização, CMEI Plínio é entregue para a comunidade

Atendimento ampliado

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Lucineia de Camargo, o atendimento de forma geral teve uma ampliação. As equipes de atenção primária, por exemplo, não contavam com médicos suficientes. “A gente cobriu todas. São 4 equipes de atenção primária e todas têm um médico compondo”, explica. Além disso, foi contratado ainda um outro médico para realizar a cobertura do interior, com um consultório móvel.

Quanto às especialidades atendidas em Agudos do Sul, a gestão manteve a pediatria e a obstetrícia e ginecologia, e ainda incluiu as áreas de psiquiatra e ortopedia, que eram uma demanda da população. Na fisioterapia, agora também atuam dois profissionais.

Nos exames, Agudos do Sul agora conta ainda com espirometria e ecografias. “A gente teve uma profissional que foi, se capacitou [em espirometria] em Belo Horizonte e trouxe o equipamento pra cá. E o exame é feito na unidade de saúde”, ressalta a secretária.

Já a ecografia é feita por meio dos mutirões, que são realizados em parceria com o Comesp – Consórcio Metropolitano de Saúde do Paraná. São 80 pacientes atendidos em média no dia do mutirão, que é realizado a cada dois ou três meses, a depender da demanda. Ecografias de abdômen total, próstata e tireoide são feitas em paralelo, toda sexta-feira, pelo Dr. Sérgio.

Outra novidade no município é a hidroginástica na academia de saúde, que atende pessoas beneficiadas pela assistência social, clube de idosos e alunos da Apae.

Piso Nacional

Assim como os professores, os profissionais de Enfermagem também têm seu piso salarial respeitado em Agudos do Sul. O município segue a recomendação do Piso Nacional desde que a Lei Federal foi aprovada. Segundo o prefeito, os profissionais que atuaram na linha de frente do enfrentamento à Covid-19 mereciam esse reconhecimento.

“Mesmo com todo aquele imbróglio jurídico no STF, que segurou todo esse processo, e mesmo antes de sair uma decisão, nós já conversamos com a secretária Dulcinea e com o jurídico, e resolvemos fazer uma lei específica no município, para pagar o que era de direito dos nossos profissionais”, afirma Zoellner.

Recebem o piso nacional os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, agentes comunitários de saúde e agentes de endemias.

oreporter

Related post