Curitiba pode ter novo calçadão no Centro; entenda projeto

 Curitiba pode ter novo calçadão no Centro; entenda projeto
Compartilhe

projeto do Calçadão na Rua Nestoe de Castro (Divulgação)

Nos próximos anos, Curitiba pode ganhar um novo calçadão no Centro da capital. Um projeto do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) pretende fazer uma grande revitalização na Travessa Nestor de Castro, no Centro Histórico.

A ideia do calçadão é um projeto a longo prazo de transformação da região. A primeira etapa é a construção da Rua da Memória – uma edificação que ficará localizada na Nestor de Castro, entre o Memorial de Curitiba e a Casa da Memória. A obra será um espaço cultural da cidade que mostrará a história da capital com elementos tecnológicos e interativos. A Rua da Memória deve ficar pronta ainda este ano e já vai causar as primeiras mudanças na Travessa Nestor de Castro. Os pontos de ônibus que ficam do lado direito da via serão realocados em quadras próximas.

Novo calçadão de Curitiba

Concluídas as obras da Rua da Memória, o Ippuc pretende fazer dar continuidade à grande mudança na Travessa Nestor de Castro.

O projeto ainda está em fase de estudos e deve demorar alguns anos para ser concluído. Mas a ideia é que a via seja um novo calçadão no Centro de Curitiba. A proposta é prolongar a trincheira a que liga a Nestor de Castro à Alameda Augusto Stellfeld. Hoje a trincheira começa na Rua do Rosário, mas o projeto do Ippuc pretende estendê-la para que ela comece na rua Barão do Cerro Azul.

Atualmente, para atravessar a Travessa Nestor de Castro, pedestres precisam passar pela Galeria Júlio Moreira, no subterrâneo. Na proposta futura, deve haver uma inversão de fluxos: os carros passariam pela trincheira, enquanto os pedestres poderiam caminhar pelo calçadão.

Segundo a diretora de projetos do Ippuc, a arquitetaCélia Bim, o objetivo é conectar o Centro Histórico com a Praça Tiradentes, em uma “costura urbana”. “Hoje a Nestor de Castro é quase uma barreira, é uma rua larga com movimento intenso de carros. Então nós teríamos uma conexão melhor desses dois sítios históricos”, afirma.

Célia explica que o novo calçadão será um novo espaço de convivência da cidade, para pedestres e ciclistas. “Esse calçadão poderia ser uma nova área para pontos de encontro, poderíamos ter manifestações culturais e sociais, uma área para que se faça eventos em épocas de comemorações dentro da cidade”, conta. “Seria uma proposta bem interessante porque nós conseguiríamos fazer com que a população tivesse interesse de ir para esse lugar”.

Com o avanço do projeto da transformação da Nestor de Castro, os pontos das várias linhas que param ali deverão ser realocados de forma definitiva para a rua paralela, a Cruz Machado. A via também deve passar por revitalização de calçadas, arborização e melhora na iluminação.

A revitalização completa da Travessa Nestor de Castro é um projeto a longo prazo e, conforme o Ippuc, ainda não tem data exata para ocorrer. 

oreporter

Related post