Com 187 embarques desta segunda, 579 estudantes da rede estadual já iniciaram intercâmbio

 Com 187 embarques desta segunda, 579 estudantes da rede estadual já iniciaram intercâmbio
Compartilhe

Embarque nesta segunda-feira pelo programa Ganhando o Mundo – Foto: Lucas Fermin/SEED

Desenvolver o aprendizado de uma língua estrangeira, ter experiência acadêmica em países com os melhores sistemas de ensino do mundo e conhecer diferentes culturas. Com estes objetivos, 579 estudantes da rede estadual de ensino embarcaram ao longo deste janeiro para fazer intercâmbio fora do Brasil pelo Ganhando o Mundo, do Governo do Paraná – foram 187 para o Canadá nesta segunda-feira (29), último dia de embarque no mês.

Entre os adolescentes que já embarcaram, 50 foram para a Inglaterra, 339 para o Canadá e 190 para a Austrália. Em fevereiro, outros 363 estudantes embarcarão para Canadá e Nova Zelândia, e em agosto, um último grupo de cerca de 58 alunos viaja para os Estados Unidos, completando mil alunos para os cinco países de língua inglesa.

A ideia do programa é que os adolescentes passem um semestre letivo fora do Brasil em uma imersão acadêmica e cultural para que, na volta, atuem como multiplicadores do conhecimento adquirido com os colegas de escola.

Os estudantes participantes são de todas as regiões do Estado e têm, em média, entre 15 e 16 anos. Para muitos deles, o intercâmbio pelo Ganhando o Mundo é a primeira experiência internacional.

Os jovens viajam com todos os custos da viagem cobertos, incluindo alimentação, hospedagem, transporte, emissão de vistos e passaportes, passagens aéreas e terrestres, exames médicos, vacinas, seguros-viagem, matrícula, mensalidade da escola no exterior, materiais didáticos, uniforme e documentação, além de um auxílio de R$ 800,00 mensais no período de intercâmbio. Ao todo, a Secretaria de Educação investiu R$ 81,2 milhões nesta fase do programa.

Foram mais de 12 mil alunos inscritos para esta fase do programa. Para concorrer a uma das vagas, os adolescentes precisavam ter média superior a 7 e frequência acima de 85%. Entre os alunos elegíveis para o programa, a classificação final considerou três fatores: a nota padronizada obtida pelo estudante na Prova Paraná Mais, o número de certificados obtidos pelo estudante na plataforma Inglês Paraná e os certificados de participação como Aluno Monitor.

Os alunos selecionados puderam escolher os países de destino conforme a posição que tiveram na classificação final.

Está é a maior fase do programa de intercâmbio do Governo do Estado, que desde 2022 já levou outros 200 estudantes para Canadá e Nova Zelândia e 40 alunos para a França.

oreporter

Related post