Familiares devem buscar a justiça para receber prêmio do Nota Paraná; prêmio de R$ 100 mil saiu para Piên

 Familiares devem buscar a justiça para receber prêmio do Nota Paraná; prêmio de R$ 100 mil saiu para Piên
Compartilhe

Primeiro prêmio de R$ 1 milhão saiu para Maringá; ganhador faleceu em outubro

A família do maringaense de 75 anos de idade que foi sorteado om R$ 1 milhão no programa Nota Paraná vai ingressar na justiça para receber o dinheiro. O ganhador faleceu em 26 de outubro, sendo sepultado no dia 27 n o Cemitério Municipal.

Administrativamente, o pedido a ser feito por familiares deve ser negado pela Secretaria de Fazenda do Paraná, pois o regulamento do programa prevê premiação somente ao CPF cadastrado. Na justiça, porém, as possibilidades de sucesso da família são maiores, segundo alguns advogados consultados. O fato de o CPF estar concorrendo ao sorteio seria a principal tese, mas as chances de a justiça considerar o dinheiro direito de herança são consideráveis.

O primeiro grande prêmio do Nota Paraná saiu para o maringaense que residia na Zona 7 e participou com 27 bilhetes gerados a partir de 36 notas fiscais. O prêmio de R$ 100 mil foi concedido a um contribuinte do bairro Letreiros, em Piên, localizado na Região Metropolitana de Curitiba, com o bilhete de número 2690641. Ao participar com 99 bilhetes eletrônicos gerados a partir de duas notas fiscais, o ganhador assegurou a segunda maior premiação do sorteio. Já o valor de R$ 50 mil foi para a cidade de Campina da Lagoa, no Centro-Oeste. Neste caso, a consumidora concorreu com 119 bilhetes gerados a partir de 6 notas fiscais. O bilhete de número 7718134 foi premiado.

Além dos prêmios maiores, dez participantes foram contemplados com R$ 10 mil cada e outras 15 mil pessoas receberam o valor de R$ 50. Segundo Marta Gambini, coordenadora do programa estadual, uma equipe foi avisar o ganhador e, chegando ao prédio, “o porteiro nos informou que o morador desse apartamento tinha falecido”. Foi a primeira vez, em oito anos de Nota Paraná, que isso aconteceu. O prêmio não pode ser redistribuído e ficará retido na Secretaria de Estado da Fazenda, o que não impede a família de tentar receber o valor por via judicial.

oreporter

Related post