Cadeiras especiais ajudam pessoas com dificuldades de locomoção a curtir a Ilha do Mel

 Cadeiras especiais ajudam pessoas com dificuldades de locomoção a curtir a Ilha do Mel
Compartilhe

Valentina Seluchinesk, de 12 anos, aproveitou muito a Ilha do Mel nessa semana. Foto: Gabriel Rosa/AEN

Pensando nos veranistas com dificuldades de locomoção que visitam a Ilha do Mel, no Litoral do Paraná, o Governo do Estado oferece cadeiras anfíbias que podem ser usadas tanto no mar, quanto na areia. Com os equipamentos, disponibilizados pelo Instituto Água e Terra (IAT), pessoas com deficiências e idosos podem aproveitar as várias atrações que a ilha oferece.

São quatro cadeiras, que têm as rodas mais grossas que o normal, feitas com material próprio para o uso na praia. Duas delas ficam à disposição dos veranistas na praia de Encantadas e outras duas em Nova Brasília. Podem utilizar as cadeiras todas as pessoas asseguradas pela Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Lei nº 13.146/2015). As reservas devem ser feitas antecipadamente pelo número (41) 99554-0313.

O serviço, que é oferecido desde 2020 pelo IAT, fica disponível para o público ao longo de todo o ano, mas a procura se intensifica durante a temporada de verão. Desde o início da estação, 23 pessoas já utilizaram as cadeiras da Ilha do Mel.

Uma destas pessoas é Valentina Seluchinesk, de 12 anos. Ela tem dificuldades de locomoção e equilíbrio por conta de uma síndrome. Com as cadeiras disponíveis na Ilha do Mel, ela pode aproveitar o mar e passear pelas trilhas do local. “Sempre quis trazer minhas crianças para cá, mas ficava pensando na mobilidade. A Valentina usa cadeira de rodas, mas os equipamentos tradicionais não têm condições de andar na areia. O equipamento que encontramos aqui foi fundamental para que pudéssemos curtir o passeio”, afirmou a bancária Flaviane Lylo Cordeiro Seluchinesk, mãe de Valentina.

Ela disse que fez uma pesquisa dos destinos que tinham condições para dar acessibilidade aos turistas e descobriu o serviço oferecido na Ilha do Mel. “Eu fiquei muito feliz quando o pessoal do IAT disse que a cadeira estava à nossa disposição”, completou.

De acordo com a mãe da menina, outro diferencial do serviço é a possibilidade de ficar com o equipamento ao longo de toda a estada da família na ilha. “É muito bom e ajudou muito ela a vivenciar esta experiência”, disse Flaviane.

O equipamento também ajudou o advogado Marcos Felipe Negoseki, de Curitiba, a curtir a tarde em família na Ilha do Mel. Isso porque a avó dele, que tem 86 anos e apresenta dificuldades de locomoção, pode usar uma das cadeiras disponíveis para acompanhar os netos e bisnetos na praia. “Como ela tem essa dificuldade, nós fizemos uma pesquisa de qual local teria acessibilidade para ela e descobrimos este serviço. Em geral, acabamos sempre nos locomovendo com o carro, para que ela possa nos acompanhar, mas aqui a cadeira acabou nos ajudando bastante”, afirmou.

OUTRAS PRAIAS – O Governo do Estado oferece cadeiras anfíbias também em outras praias do Paraná por meio do programa Praia Acessível, da Secretaria do Desenvolvimento Social e Família. Apenas nesta temporada mais de 100 pessoas já usaram o equipamento.

No Litoral, o Estado oferece cadeiras na Praia do Cristo, em Guaratuba, no balneário de Caiobá, em Matinhos, e nas praias de Ipanema, Shangrilá e Praia de Leste, em Pontal do Paraná. No Oeste, os equipamentos estão disponíveis no Balneário Jacutinga, em Itaipulândia, e Balneário Municipal, em Santa Helena.

As cadeiras anfíbias são equipadas com cinto de segurança regulável, encosto, assento, apoio cervical para a cabeça e apoio para os pés em tecido emborrachado, removível e lavável. Os equipamentos são feitos de material leve para flutuar na água.

A altura adicional das cadeiras permite que os usuários ingressem no mar ou rios com segurança, mesmo em profundidades consideráveis. Profissionais qualificados orientam o uso, explicando a maneira correta de conduzir pessoas com deficiência até a cadeira e oferecendo suporte durante sua utilização.

oreporter

Related post