Mãe bêbada abandona criança de colo em bar, agride clientes e é detida

 Mãe bêbada abandona criança de colo em bar, agride clientes e é detida
Compartilhe
Mulher foi levada pela PM até a delegacia – Foto arquivo

Uma mulher foi detida por perturbação do trabalho ou sossego alheio, no início da noite de sábado (23), em Ponta Grossa. Já embriagada, ela teria ido a um bar, localizado no bairro Chapada, com uma criança de colo, começou a gritar, ingerir bebida alcoólica, promoveu algazarra e até agrediu clientes. A polícia foi acionada e ela precisou ser algemada para ser levada para a delegacia.

Informações reveladas pela Polícia Militar apontam que ela chegou embriagada ao estabelecimento, localizado na rua Corruíra, por volta das 19h30. A mulher teria abandonado a criança no balcão do bar, e começou a gritar, perturbando o sossego. Ela começou a provocar os clientes e a dar tapa na cara deles. A Polícia Militar então foi acionada e compareceu ao local.

No estabelecimento, os policiais confirmaram que a criança, uma menina, estava sobre o balcão do bar, enquanto a mãe ingeria cerveja e apresentava sinais de embriaguez. Ela então foi informada sobre a sua condução para a delegacia, e que o Conselho Tutelar foi acionado. Foi quando a mulher pegou a menina e tentou se evadir do local, reagindo à prisão. 

Ela então foi detida, algemada, e levada para a delegacia, junto com a criança. O conselheiro tutelar compareceu à delegacia, o qual tomou ciência do fato, tomando as medidas cabíveis.

OCORRÊNCIA SEMELHANTE

Outra ocorrência parecida com a primeira aconteceu no bairro de Uvaranas, também no sábado, em horário semelhante. Por volta das 19h40, a Polícia Militar foi acionada para um caso de maus tratos contra criança, de uma mãe embriagada que estaria causando tumultuo em uma lanchonete, localizada na avenida General Carlos Cavalcanti. Segundo o que foi relatado à PM, a criança estaria deitada na calçada e com poucas vestimentas.

Os Bombeiros também foram acionados e estiveram presentes na ocorrência. Eles prestaram atendimento à mulher. Entretanto, durante a abordagem, a genitora largou sua filha novamente no chão sem qualquer cuidado, momento em que a equipe acolheu a criança. Diante dos fatos, a equipe acionou o Conselho Tutelar, e ao informá-la dos procedimentos, começou a desacatar a equipe, sendo dado a voz de prisão. Foi quando autora desobedeceu às ordens da equipe policial e resistiu a abordagem, sendo necessário o uso de algemas.

A mulher foi conduzida, com a criança, para a sede da 1ª Companhia da PM. A conselheira tutelar se deslocou até a PM, a qual também foi desacatada com palavras de baixo calão pela mulher. A criança foi acolhida pela conselheira e encaminhada para local especializado. Já a mulher foi conduzida para a 13ª Subdivisão Policial.

oreporter

Related post