De entregador de jornal a prefeito de Agudos do Sul. Jesse avalia conquistas importantes para o município no seu mandato

 De entregador de jornal a prefeito de Agudos do Sul. Jesse avalia conquistas importantes para o município no seu mandato
Spread the love

Jovem prefeito Jesse de Agudos do Sul (Da Assessoria)

Por Silva Jr

Jesse Zollner tem apenas 27 anos e, apesar da pouca idade, já tem um histórico invejável na política. Foi eleito vereador aos 20 anos e, devido ao excelente trabalho no legislativo, acabou reeleito para novo mandato. Em 2020 recebeu 397 votos, sendo o mais votado na história do município. Foi escolhido presidente do legislativo e aí começou a fazer história. A prefeita eleita acabou condenada pela Justiça Eleitoral e não conseguiu assumir a prefeitura. Jesse foi convocado pela Justiça Eleitoral para comandar o  Executivo o cargo interinamente.

Aí começava a sua luta por melhorias para a cidade, onde nasceu e foi criado. Convocou pessoas qualificadas para cargos de secretários e de confiança e começou a por em prática um plano para melhorar as condições de vida da população. “Assim que fui chamado, pensei nos desafios e senti que era a oportunidade para colocar o município nos eixos. Sabia que logo viria uma eleição extra, mas a chance estava nas minhas mãos. Busquei deputados, governo e mostrei a cada um a necessidade de direcionar emendas para Agudos. Aos poucos conseguimos melhorar a situação. Os recursos foram chegando, contas em atraso colocadas em ordem, até que chegou o momento de investir”, lembra Jesse, que foi entregador de jornais de O Repórter.

O tempo passava e Jesse conquistava a confiança de todos. Veio a eleição suplementar e acabou eleito prefeito de fato, com 3.177 votos. “Claro, que a eleição extra me deixou forte e continuamos a correr atrás de emendas e recursos diversos, que foram chegando por deputados (estadual e federal). A receita foi melhorando e a situação com fornecedores estava equilibrada”. Ele lembra dos desafios em administrar uma cidade pequena, com recursos limitados e as receitas em queda mês a mês. “A população não quer saber de problemas e exige melhorias em todos os setores, especialmente na saúde. Nosso município tem muitas necessidades e, como prefeito, temos que fazer uma gestão pública que acompanhe a evolução e atenda as expectativas e necessidades do povo e de todos os segmentos produtivos. Os serviços e os investimentos públicos têm de andar, pois o povo exige mais médicos, mais segurança, asfalto nas ruas de terra”. A afirmação é do prefeito, ao analisar sua administração.  “Avançamos muito, em todos os setores da administração, mas os primeiros meses foram muito difíceis, pois recebemos a prefeitura endividada, com contas a pagar e o limite prudencial dos gastos com o funcionalismo, estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal no limite do limite” recorda.

O tempo passou e Agudos não vive um mar de rosas, mas as obras estão acontecendo em todos os cantos da cidade. Asfalto em diversas ruas, com investimentos de R$ 7 milhões e a liberação de licitação para construir a nova Escola Municipal Cecília Meireles, que vai abrigar perto de 700 alunos. Recurso garantido de R$ 10 milhões por emenda do deputado federal Luciano Ducci. Escolas sendo reformadas, postos e unidades de saúde passando por melhorias, ruas do centro sinalizadas, praças bem cuidadas e doentes sendo levados para consultas com especialistas em Curitiba e outras cidades. Ele conta com apoio do vice prefeito Antônio da Luz, que com a experiência de mandatos como prefeito, tem contribuído para muitas conquistas. “Seu Antônio tem sido grande aliado nas conquistas. Enfim, estamos com receitas e despesas equilibradas e planejamento de investimentos com base na arrecadação efetiva”, destaca Jesse, que em outra ponta, faz questão de destacar a parceria importante com os vereadores. “Algumas divergências acontecem e isso é normal, mas os vereadores tem contribuído na aprovação de projetos importantes que estão garantindo obras e melhorias em Agudos do Sul”, pontua o governante, que destaca as ações que vêm sendo feitas para atrair empresas para a cidade. “Agudos tem áreas de mananciais e florestas, mas lutamos para a chegada da chamada indústria sem chaminé. Estamos trabalhando firme e fazendo o que não se via em décadas em Agudos do Sul. Vem mais e mais por aí”, finaliza Jesse Zollner.

oreporter

Related post