Servidores da Câmara de Vereadores de São José dos Pinhais fazem atividades em Libras para praticar treinamento 

 Servidores da Câmara de Vereadores de São José dos Pinhais fazem atividades em Libras para praticar treinamento 
Compartilhe

Língua Brasileira de Sinais é destaque em São José dos Pinhais (Da Assessoria)

A Câmara Municipal de São José dos Pinhais, em parceria com a Escola de Cidadania, está realizando encontros semanais denominados “Práticas em Libras”. A ideia é que os servidores que participaram do treinamento em Libras (Língua Brasileira de Sinais), concluído em outubro, possam ter momentos de aperfeiçoamento da aprendizagem. Vale lembrar que aqueles que não participaram do treinamento também podem se reunir com o grupo e trocar experiências. 

Os encontros têm por objetivo dar continuidade ao processo de aprendizado e aprimorar o diálogo e a comunicação entre os ouvintes e portadores de deficiência auditiva. A condução dessas reuniões é realizada pela pedagoga e membro da Escola de Cidadania, Eloise Medice Colontonio. 

A pedagoga conta com a colaboração da estagiária em psicologia, Heloise Caroline Oldenburg, que é surda e desempenha um papel importante como parte integrante do projeto de inclusão de pessoas com deficiência, idealizado pelo Departamento de Recursos Humanos da Câmara.  

Experiências 

A contadora Carla Pires de Brito, de 42 anos, fala sobre sua experiência com essa linguagem: “Acho extremamente importante a iniciativa das Práticas em Libras, poder se comunicar e ser compreendido é essencial para se viver em sociedade, e acredito, que nós, como servidores públicos devemos ter a iniciativa na inclusão de todas as formas. Confesso que não acho fácil, pra mim está sendo como aprender Inglês mesmo, um processo demorado e nada fácil. Mas estou gostando muito”.  

O técnico de informática, Diego Samy Frantz de 36 anos afirmou sobre a importância da prática: “A prática de libras é muito importante, ela traz a oportunidade de aprender uma nova forma de linguagem que nos possibilita a comunicação com quem não consegue ouvir. É completamente diferente do que estamos acostumados e recompensador ver o potencial da inclusão que o Libras permite”. 

A seleção dos temas abordados nos encontros leva em consideração as demandas e atividades cotidianas da Câmara, e o foco principal é garantir a presença e participação ativa dos colaboradores nas práticas em Libras. Estas sessões consistem em conversas sobre diversos tópicos, sem grande compromisso com algum tema específico, utilizando um vocabulário simples e de fácil memorização, visando promover uma comunicação mais proveitosa e inclusiva nos espaços públicos e no ambiente profissional. 

oreporter

Related post