Piên ganha linha de ônibus fazendo ligação com Fazenda Rio Grande; operação começa na segunda, dia 4

 Piên ganha linha de ônibus fazendo ligação com Fazenda Rio Grande; operação começa na segunda, dia 4
Compartilhe

Linha sai do terminal de Piên (Da Assessoria)

Da Assessoria

A Agência de Assuntos Metropolitanos do Paraná (AMEP) confirmou, o início da operação da linha de ônibus metropolitando que atenderá moradores de Piên, fazendo ligação com Fazenda Rio Grande e Curitiba. A linha de sentido único começa a circular a partir desta segunda-feira, dia 4, com saída de Piên no início da manhã, passando por Agudos do Sul e seguindo até Fazenda Rio Grande, onde ao ingressar no terminal, o cidadão passará a contar com a integração completa para a capital. O retorno, com o mesmo itinerário, acontece no período da noite.

Para o presidente da AMEP, Gilson Santos, trata-se de uma grande conquista para o município. “Essa foi uma demanda do prefeito Maicon Grosskopf desde o início do seu mandato e, após o período de pandemia, começamos a avaliar a possibilidade do atendimento. É uma economia expressiva para quem precisa fazer esse deslocamento”, destacou. Atualmente o cidadão de Piên paga R$ 43 por cada deslocamento até a capital, ou seja, ida e volta, o custo é de R$ 86. A tarifa metropolitana de Piên até Fazenda Rio Grande custará R$ 7 e mais R$ 5,50 no terminal para entrar na rede integrada. Ou seja, serão R$ 13 reais para chegar até a Curitiba ou qualquer outra cidade da região metropolitana. “O que estamos proporcionando para o cidadão de Piên é que ele possa sair da sua cidade e com esse custo de 13 chegar até a qualquer bairro da capital ou até mesmo de qualquer município da região”, enfatiza o presidente da AMEP. A linha terá início no Terminal Rodoviário do centro de Piên às 5h30 e com retorno a partir das 19 horas do Terminal de Fazenda Rio Grande.

A rede integrada metropolitana é uma das maiores do país. Em recente visita ao município de Piên, o presidente da AMEP destacou que um cidadão do município poderá sair da cidade é chegar até um dos principais parques de Curitiba com essa integração. E numa necessidade, poderá ainda chegar até a porta do hospital Angelina Caron em Campina Grande do Sul ou do hospital do Rocio em Campo Largo com o sistema de ônibus metropolitano. Para muitos o lançamento da linha metropolitana agora no mês de dezembro vai possibilitar inclusive que muitas famílias visitem as atrações natalinas que tem colocado Curitiba como destaque no cenário nacional.

É importante destacar que a linha vai funcionar em período de teste, já que será necessário um número mínimo de usuários para que ela se mantenha no município. A AMEP explica que não fará sentido manter esse serviço se não existir demanda de passageiros.

oreporter

Related post