Araucária é elogiada em evento do Sindimoc pela tarifa baixa e valorização dos usuários e trabalhadores do transporte público

 Araucária é elogiada em evento do Sindimoc pela tarifa baixa e valorização dos usuários e trabalhadores do transporte público
Spread the love
Ônibus do TRIAR com Wi Fi (Foto Divulgação)


O exemplo que nós trazemos aqui hoje [Araucária], valoriza o trabalhador, valoriza a população, traz qualidade e eficiência ao transporte coletivo”, disse o presidente do Sindimoc

No último sábado (11), o município de Araucária foi destaque em um evento promovido pelo Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus de Curitiba e Região (Sindimoc), em Curitiba, que debateu sobre os desafios para a Tarifa Zero e impactos para a população. O município foi convidado a falar das melhorias que colocaram a cidade como destaque nacional positivo sobre transporte coletivo. Além da questão da sequência de reduções da tarifa, hoje já em apenas R$ 1, o município foi também elogiado pela valorização dos usuários do transporte e dos trabalhadores da área.

Segundo o presidente do Sindimoc e responsável pelo evento, Anderson Teixeira, é preciso pensar um transporte coletivo mais inclusivo porque a tarifa alta “segrega”, “não coloca a população no transporte coletivo”. Anderson citou que Araucária possui, provavelmente, a frota mais nova de ônibus da região e que tem maior salário de motorista de ônibus no Brasil, além do maior cartão alimentação para os trabalhadores do transporte coletivo. “É uma vitória dos trabalhadores que conquistaram, mas também vitória da Prefeitura, que entendeu a necessidade de valorizar os trabalhadores”, afirmou. “O exemplo que nós trazemos aqui hoje [Araucária], valoriza o trabalhador, valoriza a população, traz qualidade e eficiência ao transporte coletivo. A grande mensagem é: quem quer faz, quem não quer, conta história”, complementou.

EVOLUÇÃO – Representando Araucária no evento, o superintendente do Transporte Coletivo de Araucária, Wilmer Silva, destacou o histórico de ações da administração municipal que levaram à sequência de reduções consecutivas da tarifa e à implantação de melhorias e gratuidades: da revisão de contratos relacionados aos serviços até o controle total da planilha de custos do sistema. “Nós, como gestores, temos que ter o controle da quantidade de usuários e do valor arrecadado. Trouxemos isso para o município de Araucária e tomamos conta do funcionamento do transporte coletivo”, afirmou destacando a importância da gestão responsável dos recursos públicos.

A partir desta segunda-feira (13), a tarifa do sistema local de transporte coletivo de Araucária passou a ser de apenas R$ 1. Araucária virou referência nacional positiva ao conseguir, mais que dobrar o número de usuários/dia: de 32 mil, em 2017, para mais de 70 mil atualmente. A visão da Prefeitura é de que o transporte coletivo deve contribuir cada vez mais para o desenvolvimento social e econômico do município. Até 2017, a tarifa do TRIAR acompanhava a tarifa metropolitana. Em janeiro de 2018 ocorreu a 1ª redução de tarifa: de R$ 4,25 (igual à tarifa metropolitana da época) para R$ 2,90. Na sequência, caiu para R$ 2,65 (abril de 2019), R$ 2,40 (novembro de 2019), R$ 2,20 (janeiro de 2021), R$ 1,95 (setembro de 2021), R$ 1,70 (dezembro de 2021), R$ 1,50 (abril de 2022), 1,25 (março de 2023) e agora chega a apenas R$ 1. Se estivesse acompanhando a tarifa metropolitana, o valor da tarifa do TRIAR estaria atualmente em R$ 5,50.

É importante lembrar que, mesmo com nove reduções consecutivas de tarifa, Araucária ainda manteve a integração gratuita com ônibus de linhas metropolitanas (nos terminais), a “Integração ponto a ponto”, o sinal de internet grátis nos ônibus e a ampla lista de gratuidades para diversos públicos, incluindo os milhares de estudantes de instituições públicas do município e para todos os usuários aos domingos (com o cartão TRIAR).

oreporter

Related post