Cemitério alaga e túmulos ficam submersos no Dia de Finados

 Cemitério alaga e túmulos ficam submersos no Dia de Finados
Compartilhe
Cemitério alaga e túmulos ficam submersos no Dia de Finados — Foto: Valdecir Galvan/RPC

Um cemitério de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, alagou com a cheia do Rio Tibagi. Nesta quinta-feira (2), quando é comemorado o Dia de Finados, os túmulos estavam submersos, impedindo a visitação de familiares e amigos. O local fica no distrito rural de Uvaia.

O cemitério só está podendo ser acessado por barco, já que está cercado de água. A prefeitura municipal informa que está ciente da situação e atua “no monitoramento e mapeamento dos transtornos causados pelas chuvas em toda a zona rural da cidade”.

A última medição oficial do Rio Tibagi no distrito de Uvaia indicou que o nível do rio estava em 10,9 metros. Em 48 horas, a água subiu três metros, de acordo com o Monitoramento Hidrológico da Copel.

Levantamento do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) aponta que no mês de outubro choveu o acumulado a 314 mm em Ponta Grossa. A média histórica da cidade é de 172 mm no mês.

Tempestades no Paraná

Os temporais registrados no Paraná desde a última quinta-feira (26) deixaram 4.054 pessoas desalojadas, segundo um balanço da Defesa Civil estadual divulgado na manhã desta quinta-feira (2).

Conforme o documento, as pessoas consideradas desalojadas estão fora da própria casa, abrigadas em casas de parentes ou amigos. Outras 908 pessoas estão desabrigadas, ou seja, dependendo de abrigos públicos.

Segundo a Defesa Civil, pelo menos 12.217 casas foram danificadas no estado. Outras 28 foram destruídas com as tempestades.

Além disso, o balanço calcula que ao menos 56.740 pessoas foram afetadas pelas fortes chuvas nos últimos sete dias e que 120 cidades paranaenses foram atingidas.

E a previsão é de mais tempestades: o Simepar aponta que chuvas e ventos fortes devem ser registrados nesta quinta-feira (2) e sexta-feira (3) em todo o estado. No fim de semana, o tempo deve ficar estável.

oreporter

Related post