Pai de santo é preso suspeito de abusar sexualmente de jovens em falsos rituais de purificação, diz polícia

 Pai de santo é preso suspeito de abusar sexualmente de jovens em falsos rituais de purificação, diz polícia
Compartilhe
Investigações são conduzidas pelo Nucria e pelo 2º Distrito Policial de Ponta Grossa — Foto: Divulgação

Um homem de 44 anos foi preso suspeito de se aproveitar da condição de pai de santo para abusar sexualmente de pelo menos cinco jovens em um terreiro de umbanda de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. Segundo a Polícia Civil, entre as vítimas estão duas adolescentes de 16 anos e três rapazes de 18 a 20 anos. 

A delegada Ana Paula Carvalho, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), afirma que as menores de idade eram induzidas a participar de cultos específicos, onde o investigado aproveitava para acariciar os corpos das vítimas. “Os fatos ocorriam no próprio terreiro de umbanda, longe dos olhos de testemunhas”, explica a delegada.

A investigação do segundo distrito policial (2º SDP)de Ponta Grossa indica que, com os jovens de 18 a 20 anos, a situação era semelhante. Porém, neste caso, o suspeito chegou a manter relações sexuais com as vítimas, afirma o delegado Derick Moura Jorge. “As vítimas eram ludibriadas pelo investigado que, aproveitando-se da fé dos jovens, lhes afirmava que estes deveriam ser submetidos a rituais específicos de purificação, consistentes na prática de relações sexuais. Os jovens foram abusados diversas vezes, e quando se negaram a continuar, foram ameaçados”, explica.

O homem de 44 anos foi preso da sexta-feira (27) e, nesta segunda-feira (30), continuava detido no Presídio Hildebrando de Souza. Ele é investigado por estupro, violação sexual mediante fraude, importunação sexual e ameaça, diz a polícia. Juntos, os crimes podem somar mais de 21 anos de reclusão, em caso de condenação. O nome do suspeito e do terreiro onde ele atuava não foram revelados. A defesa do líder religioso disse que se manifestará apenas nos autos.

Suspeito de estuprar cinco crianças da própria família foi preso no mesmo dia

Delegado Guilherme Fontana (Divulgação)

Horas depois do pai de santo ser preso em Ponta Grossa, na sexta-feira (27) um homem de 48 anos foi detido na cidade suspeito de uma série de crimes sexuais contra crianças e adolescentes.

Segundo o delegado Guilherme Fontana, da Polícia Civil, entre as vítimas estão cinco crianças da família do homem, com idades entre 5 e 12 anos. “Entre as vítimas está a própria enteada do suspeito. Os crimes foram noticiados pelas mães das crianças após terem ouvido das próprias filhas o relato dos abusos, em 2017”, detalhou.

Em 2018, ele já havia sido preso em flagrante por suspeita de ter abusado de uma menina de 9 anos dentro de um mercado de Palmeira, cidade vizinha a Ponta Grossa. “O homem se aproximou e por duas vezes teria erguido o vestido da criança e passado as mãos em suas partes íntimas. […] Além destes crimes, ele é acusado de mostrar o órgão genital para crianças e adolescentes que passavam pela via pública”, afirmou o delegado Fontana.

O suspeito estava em liberdade provisória, mas agora o mandado de prisão foi expedido porque ele descumpriu uma das medidas cautelares: mudou de endereço e não comunicou a Justiça, diz o delegado. “O suspeito preso está sendo processado pelos crimes de estupro de vulnerável, aliciamento de crianças para fins libidinosos e satisfação da lascívia mediante a presença de criança ou adolescente”, diz Fontana.

oreporter

Related post