Educação de Mandirituba e Tijucas do Sul são avaliadas por auditores do  TCE

 Educação de Mandirituba e Tijucas do Sul são avaliadas por auditores do  TCE
Compartilhe

Auditores estiveram em Tijucas do Sul e Mandirituba (Assessoria TCE)

Da Assessoria do TCE

Quatro municípios paranaenses receberam nesta semana, auditorias na área da Educação, realizadas pelo Tribunal de Contas do Estado. Executadas por duas equipes, as auditorias presenciais integram o Plano Anual de Fiscalização (PAF) de 2023 do TCE-PR e ocorreram em Mandirituba, Paranacity, Querência do Norte e Tijucas do Sul. Na cidade de Mandirituba, trabalho foi na Escola Municipal Rural Nossa Senhora do Rocio.

Neste ano, as auditorias do PAF Educação – executadas pela Coordenadoria de Auditorias (CAUD) do TCE-PR – se concentram em municípios de pequeno porte, possuem caráter operacional e buscam verificar a qualidade do ensino, com ênfase no combate e tratamento da defasagem no aprendizado, conforme definido na Diretriz nº 17 do PAF 2023. Esta, por sua vez, enquadra-se nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU), mais especificamente naquele de número 4, referente à oferta de educação de qualidade.

As auditorias têm como objetivos específicos avaliar o planejamento das ações de enfrentamento à defasagem no aprendizado; a adequação da capacitação de professores e gestores escolares; a qualidade do acompanhamento do aprendizado dos alunos; e a adequação do reforço escolar ofertado e das ações de prevenção e enfrentamento da violência e exclusão social no ambiente escolar. Em Mandirituba e Tijucas do Sul (municípios da Região Metropolitana de Curitiba), a fiscalização foi realizada pelos auditores de controle externo Nelson Nei Granato Neto, da CAUD; e Murilo Erpen Zardo, da Diretoria de Comunicação Social (DCS); e pela conselheira-substituta Muryel Hey. Já em Paranacity e Querência do Norte (ambos no Norte do Estado), o trabalho é executado pelos auditores Tiago Zambon Ribeiro, da CAUD; e Ângela Laureanti Plantes Machado, do Gabinete do Conselheiro Ivan Bonilha.

A atuação de equipes multidisciplinares faz parte de uma iniciativa que estimula profissionais de todas as áreas do TCE-PR a participarem diretamente da fiscalização, função primordial de um órgão de controle externo. Os trabalhos de campo são sempre acompanhados por pelo menos um servidor da CAUD, com formação técnica em auditoria, que coordena as atividades. Com ações fiscalizatórias como essas, o TCE-PR é capaz de examinar de forma independente a atuação dos gestores, contribuindo para o aperfeiçoamento da administração pública e incentivando o aprimoramento da governança, por meio da avaliação da eficiência, efetividade, eficácia e economicidade dos serviços prestados à população. As auditorias também contribuem para que o Tribunal consiga auxiliar os administradores públicos locais na identificação e na resolução dos principais problemas relativos à área auditada, com a apresentação de recomendações de melhorias na gestão pública dos municípios visitados.

Fonte: Diretoria de Comunicação Social/TCE/PR

oreporter

Related post


Isso vai fechar em 5 segundos