Gestores da saúde ressaltam Dia D como estratégia para expandir cobertura vacinal

 Gestores da saúde ressaltam Dia D como estratégia para expandir cobertura vacinal
Spread the love

Reunião bipartite entre gestores de saúde é marcada por chamamento para Dia D – Foto: SESA-PR

O Dia D da Multivacinação, que acontece neste sábado, 21 de outubro, foi destaque no 5º encontro da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que reuniu representantes da secretaria estadual da Saúde (Sesa) e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems/PR), nesta quarta-feira (18), em Curitiba.

A baixa cobertura vacinal, preocupação persistente da Sesa, refere-se, principalmente, à dose bivalente da Covid-19, importante imunizante para atualizar e fortalecer a proteção contra o coronavírus. Hoje, a cobertura desta vacina é de apenas 16,91% no Paraná, com 1.390.714 aplicações. “Temos um grande desafio que somente pode ser superado com o convencimento da opinião pública”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. “Sempre nos posicionamos de maneira ativa em relação à ciência e à vacinação e esta campanha será um ponto fundamental na estratégia de expandir a imunização da população”, afirmou.

Além da vacina contra a Covid, estarão disponíveis os seguintes imunizantes: Hepatite B, Pentavalente, Vacina Inativada Poliomielite (VIP), Vacina Oral de Poliomielite (VOP), Pneumocócica 10 Valente, Meningocócica C, Meningocócica ACWY, Tríplice Viral (SCR), Varicela, Hepatite A, Febre Amarela, Rota Vírus, HPV, DTP e Influenza. 

A meta pactuada durante o encontro dos gestores de saúde é para a aplicação de 250 mil doses ao longo da campanha da multivacinação, que começou no último sábado (20) e segue até o dia 28 de outubro.

No encontro do CIB foi apresentada e discutida a estrutura para atendimento à população no Dia D. Segundo representantes da secretaria estadual, pelo menos 1.200 mil salas de vacinação estarão abertas e mais de 12 mil profissionais da saúde participarão do movimento, visando atualizar o calendário de imunização de todos os públicos, principalmente crianças e adolescentes.

Também foi confirmado que, para reforçar e acompanhar as ações, o Governo do Estado promoverá quatro grandes eventos nos municípios-sede das Macrorregiões de Saúde: Curitiba, Cascavel, Maringá e Londrina.

PACTUAÇÕES – Outro tema discutido durante o encontro foi o projeto de transformação de Hospitais de Pequeno Porte (HPP) pertencentes ao Governo do Estado em Unidades de Cuidado Multiprofissional, numa iniciativa firmada com o Banco Mundial, dentro do programa Paraná Eficiente. Estes espaços são dedicados a processos intermediários de atendimento, sobretudo em relação a doenças crônicas.

Dentre os principais pontos, o projeto prevê a instalação de Unidades de Cuidado Multiprofissionais em 40 Hospitais de Pequeno Porte. “Essa iniciativa promete melhorar significativamente a coordenação da atenção em saúde, modernizar a gestão hospitalar e garantir atendimento de alta qualidade para os cidadãos, preparando o Estado para futuros desafios de saúde”, afirmou o diretor-geral da Sesa, César Neves. “Ao longo dos anos, nossa parceria com o Banco Mundial tem se fortalecido e este grande projeto evidencia o protagonismo do Paraná”, enfatizou.

O presidente do Cosems/PR, Ivoliciano Leonarchik, avaliou a reunião da CIB como produtiva para os municípios, ressaltando a importância das pactuações e da ampliação da cobertura vacinal. “Estreitar as relações entre os municípios e o Estado é fundamental para fortalecer toda a rede de saúde do Paraná”, afirmou ele.

oreporter

Related post