CidadesDestaqueEleiçõesFazenda Rio GrandeFazenda Rio GrandeFazenda Rio GrandePolíticaÚltimas Notícias

Vereador Marco Marcondes garante que é a inovação que FRG precisa

Marco Antonio Marcondes Silva nasceu em 03/08/1989, se mudou para Fazenda Rio Grande em 1991. Um ano depois, seu pai montou a primeira empresa da família: ZM Materiais de Construção. Estudou na Escola Municipal Antônio Baldan e se formou no Ensino Médio no Colégio Estadual Anita Canet. É graduado em Administração e está finalizando o tecnólogo em Gestão Pública. Ajudando a família desde os 13 anos, Marco Marcondes é vereador no município e tem um escritório de consultoria empresarial.

Confira entrevista de Marco Marcondes ao Jornal O Repórter:

Vereador Marco Marcondes pensa em ser prefeito do município
Foto: Reprodução WhatsApp

 

O Repórter – Um pouco mais de um ano para as eleições municipais de 2020 e o vereador Marco Marcondes já está trabalhando na sua campanha. Por que?

Marco Marcondes: Minha família quando chegou aqui, não tinha praticamente nada. Meu pai montou sua primeira empresa no ano 1992 e ainda não tinha nada em Fazenda Rio Grande. Nós crescemos junto com a cidade, então o nosso amor por FRG é tão grande que nos leva a aceitar esse desafio.

 O Repórter – A população de Fazenda Rio Grande cresceu drasticamente nos últimos 10 anos, porém, o serviço público não conseguiu acompanhar este crescimento. Você como prefeito, o que faria para levar um serviço público de qualidade a todos?

Marco Marcondes: Na verdade, Fazenda Rio Grande cresceu muito rápido. É uma das cidades que mais cresce no Estado do Paraná e no Brasil e, consequentemente, os gestores encontram grande dificuldade para proporcionar um serviço público de qualidade. [Porém], com eficiência, tecnologia, criatividade e, principalmente, boas parcerias com o Governo do Estado e Governo Federal e, também, alguns ajustes de gestão, colocando como prioridade no município a saúde, educação e segurança e concentrando boa parte do orçamento nisso, eu tenho certeza que Fazenda Rio Grande tende a melhorar.

Tendo em vista que chegaram muitas pessoas, só que essas pessoas pagam IPTU e, gradativamente, essas pessoas vão transferir a placa de seus veículos para cá, gerando recursos e vão fomentar a economia aqui no município. [Além disso], vão gastar no comércio local, vão empreender aqui no município, vão gerar empregos.

Essas pessoas eu não vejo como problema, eu vejo nelas como um pilar para o crescimento da cidade, tendo em vista que todos vão pagar seus impostos. Fazenda Rio Grande tendo mais habitantes, o Governo Federal vai ver o município com outros olhos e vai mandar mais recursos.  Enfim, com parcerias e uma gestão inteligente e eficiente, é possível melhorar o serviço público daqui.

 O Repórter – Nos últimos quatro anos, o Ministério Público vem emitindo avisos sobre o alto índice de Despesa com Gasto de Pessoal. O que você aconselharia o prefeito Marcio Wozniack a fazer para ajustar este índice?

Marco Marcondes: Igual eu disse anteriormente, a saúde pública é prioridade total. Tem que cortar diversas coisas que não são tão necessárias numa gestão pública para oferecer uma saúde pública de qualidade.

Se for necessária exoneração de 10 cargos comissionados para a contratação de um médico, na minha visão como gestão, tem que optar pelo médico. Os funcionários comissionados de Fazenda Rio Grande representam 9%, é um índice considerável e, pelo que fiquei sabendo [em uma] conversa com o secretário de Saúde, praticamente seis médicos do quadro estão afastados. Então a gestão de Fazenda Rio Grande precisa encontrar alguma maneira para repor esses médicos.

Os vereadores têm batido bastante na tecla de que a saúde pública tem que melhorar. Não é possível a nossa maternidade ainda estar fechada, as nossas unidades de saúde, como a do Gralha Azul, há poucos dias passou um/dois dias sem médico, o UPA com toda essa precariedade, então a saúde publica, educação e segurança precisam ser prioridades. Se for possível, enquanto gestor, eu vejo que o prefeito tem que concentrar esforços em cortar o que não é necessário e concentrar esforços naquilo que é prioridade básica.

 O Repórter – Você sempre apoiou o prefeito Marcio Wozniack. Agora que surgiu o interesse em se tornar prefeito do município, você cortará esse elo?

Marco Marcondes: Eu tenho um grande respeito pelos ex-prefeitos de Fazenda Rio Grande e [também] pelo atual prefeito. O que acontece é um conflito de ideias, pensamentos diferentes, projetos diferentes, e isso eu vejo como um debate saudável para a cidade. Quanto mais opções o cidadão fazendense tem para escolher seu futuro prefeito, melhor. Eu não vejo como uma quebra de amizade ou início de uma briga, todos querem o bem da cidade.

Embora eu seja amigo do atual prefeito, eu discordo de várias atitudes que ele tem em sua gestão, e não era diferente do próprio Chico Santos. Nós estivemos desde a primeira campanha do Chico Santos apoiando ele. [Porém] chegou o momento em que nós estamos preparando um projeto para Fazenda Rio Grande, um projeto inovador, novo, diferente [e é] o que as pessoas estão pedindo. Está na hora da gente se impor, só que não desrespeitar o atual prefeito e os ex-prefeitos do município.

O Repórter – Por que você acredita que é a inovação para Fazenda Rio Grande?

Marco Marcondes: Porque a nossa cidade, eu acredito, não criticando, está numa mesmice há bastante tempo.  Nós vemos municípios inferiores a Fazenda Rio Grande se despontando em inovação, tecnologia, em atração de empresas, com orçamentos maiores que o nosso.

Inovação eu digo quando eu critiquei que o morador não consegue marcar uma consulta. Por que o município não desenvolve um aplicativo para celular no qual as pessoas consigam marcar uma consulta com comodidade? Por que no nosso município não tem aplicativo que as pessoas consigam acompanhar o desempenho escolar do seu filho pelo celular em tempo real?

Eu digo que isso é inovação.

O Repórter – Se as eleições fossem este final de semana e você estivesse entre os favoritos. O que da sua campanha faria diferença nas urnas?

Marco Marcondes: É a sinceridade que a gente sempre teve com as pessoas em não prometer o que não vai conseguir fazer. Desde a minha campanha de vereador, eu sempre aceitei um desafio com as pessoas de tentar fazer aquilo.

Por eu conhecer grande parte da população desde muito pequeno, principalmente aqui do Nações e do Gralha Azul, que acompanharam o crescimento da minha família, é esse elo de confiança e essa vontade que eu tenho de fazer Fazenda Rio Grande ser um dos melhores municípios do Estado do Paraná.

 

Confira entrevista na íntegra:

 

Da Redação
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...