CidadesDestaqueEsportesGeralPolíticaQuitandinhaQuitandinhaÚltimas Notícias

Parque desportivo de Quitandinha está a todo vapor, mas gera polêmica

O Parque Desportivo de Quitandinha está sendo construído. Com quadra sintética, pista de caminhada e de skate, o empreendimento tem como objetivo oferecer mais qualidade de vida à toda a população e a possibilidade de tirar crianças e jovens das ruas.

De acordo com o diretor de esporte municipal, Josenir dos Santos, o parque era uma promessa que vinha sendo feita há anos por diversos candidatos e, agora, está se tornando realidade. “Algo muito esperado pela população, pelas nossas crianças. Com esse objetivo que nós fomos atrás desse parque esportivo”, diz.

O espaço escolhido para instalação da quadra e demais atrações, está localizado na Rua Olívio Kemp. Segundo a administração, o único local adequado para tal empreendimento. “O município foi em busca de locais apropriados, mas o único que estava com registro ok, que poderia ser utilizado dentro dos parâmetros que o estado exigia, era esse”, comenta o diretor de Cultura, Fernando Cordeiro.

+ Bebê apressadinho nasce a caminho do hospital, com ambulância em movimento

As obras já estão em andamento, com espaço demarcado e tudo mais. Inclusive a utilização do terreno seria essencial, visto que está próximo a um rio e, portanto, evita que crimes ambientais sejam praticados, caso haja invasões por parte de famílias carentes.

“Nós temos uma população carente muito grande, então essa população poderia vir a invadir orla de rio e aí, sim, ocorrer um crime ambiental, porque o esgoto poderia seria jogado no rio”, explica Cordeiro.

foto: Jaelson Lucas / ANPr

Polêmica no Parque Desportivo de Quitandinha 

Um morador, porém, parece não ter gostado da instalação do parque em tal localidade e resolveu reclamar à Promotoria de Justiça. Ele, que mora próximo ao local, alega em documento que o espaço não é apropriado por diversos motivos. Entre eles, porque a construção não respeita o recuo do leito do rio. O morador também alega que haverá perda dos aparatos urbanos em razão de possíveis inundações.

Em resposta ao documento, a Promotoria disse que o recuo (de 50 metros) está sendo respeitado e que os equipamentos em si são resistentes a exposições climáticas. Também destacou, em documento, que a criação de parques é uma alternativa possível nesses locais, evitando possíveis ocupações ilegais.

O ponto acatado pela promotoria diz respeito à estocagem de materiais próximo ao rio. A prefeitura garante que não há qualquer ilegalidade nesse sentido, mas em todo caso, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) deverá averiguar a situação em breve.

A moradora Jéssica Richert diz que o Parque é muito importante para a cidade, inclusive para que os jovens tenham espaço para se desenvolver no esporte e ficar longe de coisas ruins. Ela também se diz revoltada com a reclamação do morador. “Foi feito todo um estudo pra colocar essa arena aqui. Não é nada infundado, foi feito pesquisa e eles ficam achando situações para criticar. Não tem fundamento o que fazem”, comenta.

Por: Dayanne Wozhiak

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Verifique também

Close
Loading...