DestaquePiênVideos

OS PRIMEIROS QUARENTA DIAS DE GESTÃO

João Padeiro conta sobre os primeiros quarenta dias como prefeito de Piên e garante que quer fazer do município um orgulho para os moradores

Por: Riana Carvalho

“Eu quero que os moradores voltem a sentir orgulho de Piên”. Essa é a meta que o prefeito João Padeiro busca desde quando assumiu a prefeitura, após as eleições suplementares em março deste ano. Fechando os primeiros quarenta dias de gestão, ele contou ao Jornal O Repórter sobre as principais dificuldades enfrentadas, os projetos que têm para implantar no município e explicou o motivo do cancelamento da “Festa do Produtor”, que já é uma tradição na cidade.

João Padeiro, juntamente com o vice-prefeito Pedro Zanqueta, assumiram o segundo biênio de gestão das eleições de 2016, isso porque, o prefeito e vice que venceram o pleito, faleceram no primeiro biênio. O curto tempo de gestão traz algumas dificuldades para o novo prefeito de Piên, mas que garante estar buscando as melhorias necessárias para o município.

“Nós temos dificuldades em várias áreas. Se a gente olhar a questão de infraestrutura do nosso município, ela é bastante complicada, principalmente a questão das estradas rurais. Estamos ao longo dos anos fazendo as estradas da mesma forma, e a gente tem acompanhado que isso não tem funcionado, então se a gente seguir dessa forma, a gente está sendo incompetente”.

Os produtores rurais são os que mais sentem com a falta de uma estrada decente, principalmente em épocas que as chuvas castigam, ainda mais, o trajeto dos trabalhadores. Visando melhorar a qualidade desse cenário, Padeiro explica que é necessário investir em equipamentos adequados para a durabilidade desse serviço.

“A gente precisa, de fato, melhorar, dar uma nova dinâmica nessas estradas. Garantir o escoamento dessas águas, oportunizar de limpeza de bueiros, e [é] por isso que a gente precisa de ter uma retroescavadeira acompanhando cada equipe junto com uma patrola, junto com um ou dois caminhões, para garantir a melhorias dessas estradas”.

Outro ponto que está sendo trabalhado é sobre a economia em sua gestão. Durante a campanha, João Padeiro afirmou que iria diminuir 30% dos cargos de primeiro escalão para investir em outros projetos necessários.

“Deixamos [apenas] oito secretarias, dessa forma, deve ser economizado meio milhão de reais. Deu certo e vai dar certo, embora o prazo seja curto. É um dinheiro que você economiza numa ponta e pode investir [em outra]”, esclarece.

Sobre a queda de 700 mil reais na arrecadação do município, apesar da preocupação, ele declara que já busca uma forma de resolver o problema, como exemplo, os cortes dos cargos.

Além disso, um projeto de capacidade de investimentos, em torno de R$ 8 milhões, foi reprovado pelos vereadores. Tentando mudar este cenário, planos específicos e detalhados já estão sendo feitos para serem encaminhados à Câmara Municipal e, assim, investimentos possíveis serem aprovados para a melhoria no município.

“Junto com o vice Pedro Zanqueta, a gente não desistiu do nosso plano de governo de fazer um maior volume de infraestrutura asfáltica do município de Piên”, afirma João.

 

FESTA DO PRODUTOR

A “Festa do Produtor” virou o maior e mais tradicional evento do município de Piên. As 26 edições realizadas deixam sempre um gostinho de quero mais e uma expectativa maior para a próxima que virá. Dividida em sete dias, várias atrações divertem o público, como a cavalgada, o futebol dos agricultores, a escolha da rainha e entre outros.

Realizada sempre no mês de julho, a população pienense e região já comenta sobre a 27ª edição, que, por causa de uma denúncia anônima, não será feita. “A gente teve a grata infelicidade de receber com tristeza a interdição do nosso pavilhão de eventos, onde por denúncia anônima, o nosso pavilhão de evento foi interditado”, comenta Padeiro, que deixa claro sua insatisfação com o ocorrido. “Jogando por água abaixo toda a nossa pretensão de fazer a festa, jogando a pretensão da escolha da rainha, que é um evento feito pela APAE. Dessa forma não vai ser possível ser feita”.

Com a interdição do espaço, a prefeitura já começa a correr contra o tempo para regularizar o mais rápido possível o que foi indicado pelo Corpo de Bombeiro. Além da “Festa do Produtor”, outros eventos são feitos no local e, pensando nisso, projeto e investimentos já são levantados para evitar que outras festas sejam canceladas.

“Correr contra o tempo para fazer os investimentos necessários para garantir a segurança. Vamos trabalhar para o mais breve possível oportunizar daquela área ser utilizada, até porque, nós temos no nosso município várias entidades que depende dos recursos oriundos de promoção de eventos naquele estabelecimento”.

Para o próximo ano, ele garante. “Ano que vem vai acontecer, assim como iria acontecer esse ano. Eu tenho certeza que dentro de 150 dias, no máximo, a gente consiga estar oportunizando de regularizar a questão do nosso pavilhão”, finaliza.

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...