ColunistasGeralGeralPonto de Vista

Os momo, as mamis e os papis

A internet ataca novamente, aliás não a internet, mas os mal intencionados da internet. Com o avanço tecnológico, inevitavelmente vieram os riscos, afinal os carros estão mais velozes, a eletricidade mais presente, as máquinas mais potentes, a informação mais veloz a cada vez mais abrangente, então estas mudanças impõe uma adaptação da cultura e dos hábitos para que passemos a fazer bom uso e não correr riscos, porém algumas vezes nos perdemos no caminho.

O tal momo que tem assustado as crianças utilizando a rede mundial de computadores é um caso típico de uma lacuna encontrada para que seja feito o mal aos usuários, e nesse caso crianças, que é um tanto pior. Como este malfeitor tem agido é crime sim, precisa ser punido, mas cabe ao outro lado, no caso aos usuários também se precaver e ficar alerta contra o mal. Primeiro grande fator é lembrar a alguns pais que celular e notebook não são babás e nem brinquedos. Primeiro porque a bateria do celular emite radiação que ataca o sistema neurológico de qualquer pessoa, seja criança ou adulto, aí já é condenável, e segundo é o típico caso daquele comentário de que “olha que lindo e inteligente, ele só tem um aninho e já mexe no celular!” Quem disse que ele pode mexer no celular com um aninho? Os pais não selecionam vídeos nem joguinhos, deixam a criança procurar sozinha na internet, que não tem freios, e assim oferecem gratuitamente a criança a um mundo perigoso e sem limites. Nem toda criança tem base familiar e discernimento para saber o que fazer diante de assédios e abordagens criminosas. Outro dia em um restaurante vi uma família com 2 filhos, não mais que 5 anos cada um, e os dois brincavam em seus próprios celulares enquanto pai e mãe almoçavam. Pode isso? E o que dizer dos pais que mentem a idade dos filhos para poder criar um perfil de facebook? Deixar uma criança ou adolescente se fechar no quarto com um computar ligado à internet é seguro?

“Papis e mamis”, desculpe lembrá-los assim friamente, mas a responsabilidade sobre seus filhos é de vocês, aliás, hoje antes do seu filho ir para a escola, os senhores olharam a mochila para ver o que tinha lá dentro e se os deveres foram feitos bem certinho? Se a resposta for não, desculpem novamente o choque de realidade, mas bem provável que seu filho seja um candidato ao assédio do momo, ou mesmo algum coleguinha dele pode estar tentando nesse momento persuadi-lo a entrar armado na escola e cometer alguma terrorismo. As coisas mudaram muito, a sociedade sofreu uma transformação repentina e assustadora, mas a uma coisa que nunca mudou foi a condição de pai e mãe com suas responsabilidades.

Colunista Wilson Luiz – Microempresário da área de formação profissional e educação, cursou direito, Recursos Humanos, Palestrante e conferencista empresarial, praticante de medicina tradicional chinesa.

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Verifique também

Close
Loading...