BrasilCidadesDestaqueEleiçõesFazenda Rio GrandeFazenda Rio GrandeParanáPolíticaÚltimas Notícias

Os eleitores da região estão esperançosos com as eleições 2018?

Com as eleições 2018 prestes a chegar, 81% dos brasileiros se dizem insatisfeitos com a democracia. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Instituto Democracia, um grupo formado por várias universidades que apresenta essa insatisfação de todo o país sobre o assunto. O índice é o maior registrado desde que a pesquisa começou a ser feita, em 1995.

Desconfiado e um pouco descrente, o vendedor Marcio Montanheiro, do bairro Santa Maria, em Fazenda Rio Grande, diz que prometer é fácil. “Prometer eles prometem, mas tá difícil mudar. Quero ver cumprir”, diz.

Dando sua opinião de voto, ele ainda comentou que não quer o PT de volta e que, pelo município, sente que há vereadores que trabalham pelos bairros, cumprem o que prometeram. A redação perguntou ainda sobre a confiabilidade das urnas eletrônicas. Para Montanheiro, elas não são confiáveis.

eleições 2018 brasil

É diferente para a aposentada Odete Brisque. Moradora do bairro Eucaliptos, em Fazenda Rio Grande, ela está com 68 anos, mas diz que vai votar. Para ela, todos os políticos que já exerceram cargos, seja em prefeituras ou no Palácio, fizeram boas coisas.

“A gente tem que acreditar nas pessoas, todos são bons. Todos fazem alguma coisa pra beneficiar”, afirma. Ela ainda elogiou os prefeitos que estiveram em Fazenda Rio Grande e disse que confia nas urnas eletrônicas hoje em dia, porque foi mesária no passado e, na época, segundo ela, tinha muita maracutaia. “50 anos atrás era bomba”, brinca.

+ Deixar de votar num adversário aumenta chance de vitória do 1º colocado

+ Confira a última edição do Jornal O Repórter

Dona Odete ainda diz que pretende votar em candidatos da região e diz que é preciso olhar primeiro para a cidade em que moramos, para depois pensar a nível estadual e nacional.

O jovem de 20 anos, Marcos Abner Moreira dos Santos, mora Iguaçu e diz que acredita em mudanças caso seu candidato se eleja. Ele pesquisou os candidatos na internet e também viu a TV. “Eu analisei candidato por candidato até achar o candidato certo. É muito importante. Isso decide o futuro do nosso país, cidade e estado”, diz.

eleições 2018

A importância do voto

Para um cientista político que não quis se identificar, os eleitores da região podem ser decisivos na eleição de um deputado, senador ou governador. Foi o caso do Senador Roberto Requião, eleito em 2006 como governador do Paraná com uma pequena diferença de 10 mil votos em relação ao Osmar Dias, também candidato da época.

A quantidade de votos que fez a diferença nas urnas é menor que o número de eleitores e Fazenda Rio Grande, por exemplo, que tem 70 mil eleitores. Somando com Piên, Agudos do Sul e Mandirituba, são mais de 100 mil eleitores. Para a fonte em questão, esses votos podem ser decisivos, inclusive, para a necessidade de um segundo turno ou não nas eleições do estado.

Embora os números coloquem Ratinho Junior como o mais votado, somando as porcentagens dos demais candidatos, é possível que seja necessário um segundo turno, possivelmente entre Ratinho e Cida Borghetti. Além de ser apoiada pelo prefeito de Curitiba Rafael Greca e outros políticos relevantes, ela tem aprovação de governo de 65%, um índice que pode fazer a diferença em um confronto com o representante do PSD.  É o que acredita o cientista.

Por: Dayanne Wozhiak

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...
Close