CidadesDestaquePolíticaQuitandinhaQuitandinhaQuitandinhaÚltimas Notícias

Marquinhos da Acarpa defende a união do Legislativo e Executivo

Se depender do presidente da Câmara de Vereadores de Quitandinha, Marcos Aurélio de Andrade Lemos, o popular Marquinhos da Acarpa, o clima com a prefeita Maria Julia será de união e harmonia em sua gestão. Desde que assumiu a presidência, Marquinhos vem defendendo uma relação mais próspera, que traga benefícios à população, principalmente de parte dos agricultores, que encontram dificuldades em levar mercadorias para a sede do município, devido a precariedade das estradas. “Quitandinha tem uma vasta área rural e com centenas de propriedades produzindo uma variedade de produtos. Só que as estradas se encontram intransitáveis. Então algo precisa ser feito e este serviço é da prefeitura”, comenta o presidente.

Presidente do legislativo Marquinhos quer melhorias para as estradas
Foto: O Repórter

+ Posto do Detran de Quitandinha é recorde de atendimentos

+ Festa da Mulher de Quitandinha reúne gente de todas as localidades

Para que as estradas fiquem em boas condições, o Legislativo esboçou um pré-projeto, denominado Estrada para Todos. A Câmara de Vereadores vai custear a manutenção das estradas. “Enviamos uma minuta para a prefeita Maria Julia sugerindo para que nosso pré-projeto se transforme em projeto original. Isso foi providenciado e, nesta semana, o documento foi lido e vai transitar pelas comissões permanentes do legislativo. Com a implantação do programa, a Câmara vai custear até R$ 600 mil, em duas etapas, para a manutenção das estradas. Sabemos que a Patrulha Rural, que envolve maquinários pesados e outros implementos tem um custo, até mesmo de horas extras dos servidores. Assumiríamos as despesas por dois meses. A cada 30 dias, o secretário da Agricultura apresenta as despesas e efetuamos o pagamento. Este dinheiro é a economia que fazemos para construção da nossa sede própria, pois atendemos em espaço improvisado e inadequado para o nosso trabalho. Abrimos mão da construção, para contribuir na melhoria das estradas. Estamos querendo ajudar o Executivo da melhor maneira possível”, opina Marquinhos da Acarpa.

Ele afirma que abrindo mão da construção de uma sede própria, a intenção é alugar um imóvel maior, em melhores condições para abrigar a sede da Câmara. “Alugando um imóvel para o funcionamento do legislativo, deixamos o espaço e a prefeitura pode transferir algumas secretarias para este local onde estamos, que é da prefeitura. Haverá economia com imóveis alugados pelo Executivo. É uma forma de contribuir com a prefeita Maria Julia. Vivemos tempos difíceis e qualquer tipo de economia é importante”, finaliza Marquinhos.Reda

 

Por: Da Redação
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Skip to content