DestaqueFazenda Rio GrandeGeralPolíticaSem categoriaVideos

Fazenda pode ter até sete candidatos a deputado para as eleições de outubro

Todo candidato a deputado será oficializado após a promoção das convenções, as quais devem ser realizadas até 5 de agosto. Aqueles que forem aprovados pelos partidos, podem ir as ruas como candidatos para o pleito de outubro deste ano. Fazenda Rio Grande deverá contar com sete possíveis candidatos nas eleições. Segundo apurou nossa editoria de política, são três a estadual e quatro a federal, sendo o único remanescente Toninho Wandescheer, que vai tentar novo mandato. Além dos candidatos nativos, o eleitor fazendense poderá optar pelos candidatos de fora, que são conhecidos e que contribuem com o desenvolvimento de obras e emendas para máquinas, equipamentos e outras ações. Somando-se a estes, tem os candidatos de cidades da região, que alijam o mesmo sonho de representar a população local e de municípios da Região Metropolitana de Curitiba.

Os candidatos a deputado estadual são Dr. Nassib Kassem Hamadd, Alisson Wandescheer e Luiz Alberto Michelino, o conhecido Luiz da Ambulância. Como candidato a prefeito, na eleição de 2016, Dr. Nassib obteve 14.581 votos (31,01%). Em contato com jornalista deste O Repórter, o médico disse estar preparado para a campanha. Já os candidatos a deputado federal são Toninho Wandescheer, que busca mais um mandato, o ex-prefeito de Fazenda Rio Grande, Chico Santos, Muriel Spiller e Isabel Cristina Baran, que é vereadora com mandato, tendo sido eleita com 651 votos.

Os candidatos por Fazenda Rio Grande, que deverão passar na convenção dos partidos, já participam de reuniões e encontros no município e em outras cidades. Eles enfrentarão políticos com vários mandatos, que são conhecidos na região. Entre os que buscarão a reeleição (estadual) e são conhecidos, estão Francisco Bührer, Nelson Justus, Luiz Carlos Martins, Alexandre Cury, Missionário Arruda, entre outros. Os candidatos a federal disputarão os votos com os deputados João Arruda, Luiz Nishimori, Fernando Francishini, Valdir Rossoni, Rubens Bueno, além de outros nomes de peso.

A população, diante de denúncias de corrupção e de parlamentares presos pelas operações policiais, diz que o pleito deverá apresentar surpresas. “É muita roubalheira e penso que o povo deva eleger gente nova, com sangue novo. Os que estiverem envolvidos em corrupção, devem ficar de fora”, sugere o vendedor Cristiano Almeida Abreu. O Repórter, sendo um jornal democrático, após as convenções, vai iniciar a série de entrevistas com os candidatos a estadual e federal.

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...