CidadesDestaqueGeral

Escola Santa Isabel realiza projeto sobre educação financeira

Participaram do projeto os alunos do 3º ano, instruídos pela professora regente e pela diretora da Escola

Na Escola do Campo Santa Isabel, de Campina dos Crespins, os alunos do 3º ano, instruídos pela professora Claudia Stall e pela diretora Silvia Jaqueline Gonçalves, desenvolveram o projeto de sequência didática: “Educação financeira, aprenda a mudar o futuro”.

No decorrer do trabalho, foram aplicadas diferentes atividades interdisciplinares que vão de encontro com a proposta curricular e favorecem o melhor aprendizado dos alunos, indo além da sala aula e contribuindo para a vida familiar dos alunos. Primeiramente, os estudantes participaram de aulas expositivas sobre o sistema monetário brasileiro. Depois, participaram de uma atividade prática, simulando compras em um mercado. Também promoveram uma feirinha de produtos artesanais e caseiros na Escola.

Ainda dentro do projeto, visitaram a Casa da Memória de Piên (Camempi), compreendendo a evolução do Município, sua história, o antes e o hoje e a importância de saber investir nas melhorias dos espaços públicos, os quais favorecem toda a população do Município. Também receberam, na Escola, a visita do Secretário de Administração e Finanças de Piên, Cristiano Quadros, que conversou com os alunos sobre a educação financeira, explicando como é realizada a arrecadação de dinheiro pela Prefeitura e como é feito seu investimento. Por fim, confeccionaram cofrinhos, com o objetivo de despertar, nas crianças, a importância de economizar o seu dinheiro e investir em bens necessários.

De acordo com a professora Claudia, o principal objetivo do projeto era ensinar, desde já, as crianças a terem responsabilidade com o dinheiro. “No momento em que vivemos, os meios de comunicação de massa procuram, de forma avassaladora, levar as crianças a desejarem produtos. Então, ensiná-las sobre educação financeira é a melhor maneira para eles compreenderem que nem tudo que lhes é mostrado pode ser adquirido. Ao ensiná-las, enquanto crianças, a pouparem recursos e utilizá-los de forma racional, estamos educando não apenas para o momento presente, mas semeando adultos que tenham mais juízo em relação aos seus ganhos, quando tiverem que administrar as finanças de suas próprias casas e famílias”, comenta a educadora e responsável pelo projeto.

Da assessoria

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...