DestaqueGeral

Escola de Formação de Motoristas da Cavo em Curitiba é referência no segmento

A Escola de Formação de Motoristas “Direção Certa” funciona às quintas e sextas-feiras no período da tarde, na unidade João Negrão, da Cavo em Curitiba. O projeto, que nasceu há sete anos, é pioneiro dentre as regionais do grupo Estre Ambiental, com características exclusivas para o modelo de excelência na própria formação de profissionais da companhia.

A “escolinha de motoristas” –  batizada popularmente entre os colaboradores – é um Programa de Educação  que vem  transformando a vida profissional de quem dele participa, ampliando as oportunidades e possibilitando uma função com maior remuneração. O Programa  também fortalece a autoestima e gera impactos na vida pessoal de cada aluno, que divide com a família o orgulho da profissão conquistada. A formação é realizada através de aulas teóricas,  com duração de 6 meses e práticas de até 72 horas/aula de direção individual,  além de vivências na área de manutenção da empresa.

O Programa foi idealizado pela supervisora de projetos sociais da Cavo, Carla Maria Bonatti. “A proposta inicial contemplava um projeto piloto com quatro coletores e um motorista como instrutor”, relembra.  Inicialmente, foi contratado um curso customizado de uma empresa especializada neste segmento, que permaneceu por duas turmas. Cada detalhe, cada passo da abordagem foi construído e alinhado para atender às necessidades da Cavo. Para tanto, foi feita uma pesquisa com os coletores para apurar, entre outros pontos, qual seria a função mais desejada. “Na época mais de 90% apontou a  função de motorista”, afirma Carla.

Reformulação do Projeto

Há quatro anos, o projeto passou a ser incorporado por outras áreas da empresa. “Avaliando resultados percebemos que o projeto de formação precisava ser mais robusto e abrimos a questão para as áreas de Gente, SESMT (Saúde e Segurança do Trabalho),  Controle Operacional, Manutenção e Legislação. Promovemos um líder habilitado para a função de instrutor, que também  fez parte deste comitê”, explica Carla.

O material didático foi todo reformulado pelas áreas de atuação, com uma “roupagem” mais condizente à senioridade operacional.  “Condensei o material e construímos um curso exclusivo Cavo, com foco em limpeza urbana”, completa a idealizadora.

Atualmente, o conteúdo programático da apostila  abrange Legislação de Transito;  Penalidades; Direção Defensiva; Comportamento seguro no Trânsito; Eco Condução x Meio Ambiente; Manutenção preventiva de Veículos Pesados; Preservação do Meio Ambiente; Qualidade de vida no Trânsito e Convívio Social  e Aulas práticas de direção .  Outros materiais que abordam assuntos pertinentes ao Desenvolvimento de Habilidades, Ética profissional, Primeiros socorros, Procedimento de segurança do trabalho e CCO  ( Centro de Controle de Operações), foram elaborados  pelas respectivas área de atuação.

“Posso assegurar que o Programa Direção Certa é uma proposta onde nossa gente pode crescer profissionalmente na companhia. O projeto traz a possibilidade de formação profissional, por meio de informação e legislação pertinentes à formação de um motorista completo, altamente profissional , alinhado  ao perfil estabelecido pela Estre”, enfatiza a supervisora de projetos sociais e idealizadora da escolinha, Carla Bonatti.

Admirador do projeto, o instrutor  Maurício Ribeiro Richter, revela que mais de 100 alunos já foram formados na “Direção Certa”, sendo que 36% dos motoristas atuantes da empresa em frotas leves e pesadas tiveram sua formação na escolinha. “ Eu fico emocionado em fazer parte deste programa que permite um crescimento profissional na vida de muitos dos meus alunos, seja aqui dentro da empresa com as chances de vagas que surgem ou lá fora no mercado de trabalho, com outras oportunidades que possam despontar na vida deles”, ressaltou.

Anualmente, é formada uma turma de até 20 alunos, para que todos sejam acompanhados de perto pelo instrutor. Os alunos são avaliados de acordo com sua evolução na prática de direção. Os aspirantes à profissão de motorista, na maioria dos casos, são coletores e serventes.  Eles passam por um rigoroso processo seletivo para ingressar na escolinha.

Os critérios incluem ter idade a partir de 21 anos, com carteira nacional de habilitação (CNH) categoria C ou D. Além disso, o candidato deve ter senso de comprometimento e responsabilidade com as regras da empresa. A assiduidade no cumprimento da jornada de trabalho é também parte dos requisitos.

“Gostar do que faz sem pensar só no retorno financeiro também é fundamental. No caso dos motoristas, dirigir. E, para isso, é essencial que ele esteja não apenas descansado e bem de saúde, como consciente da responsabilidade de dirigir com segurança, preservando sua vida e de todos que estão à sua volta”,  destaca Richter.

Eliseu Golinelli, com quase 04 anos de Cavo, é um exemplo de quem ama o que faz. Ele começou como coletor na empresa e, há oito meses, depois de concluir a “Direção Certa”, conseguiu dar um passo a mais na direção de sua meta profissional. “Eu me preparei para efetivamente subir de cargo. É uma transformação que  trouxe ainda mais certeza de que para realizar sonhos é preciso acreditar primeiro na sua capacidade de vencer, de chegar onde se quer. A van que eu dirijo hoje aqui na empresa é só o começo da minha caminhada como motorista”, disse entusiasmado.

Entusiasmo também não falta para Marcos Paulo de Lima, que há  três meses deu uma guinada em sua vida. Ele conta que persistiu três vezes no processo seletivo da escolinha. “É um curso bastante concorrido, eu batalhei muito para conseguir uma vaga. Minha insistência em ser motorista da empresa foi uma motivação a mais para não desistir de passar pelo banco da escolinha”.  O ex-coletor, agora motorista, relata que ao entrar na empresa já tinha pretensões de mudar de carreira com o tempo. “As oportunidades surgiram, a empresa me valorizou e eu soube valorizar essa chance de me realizar profissionalmente”, confirmou.

Ambos, recém-promovidos a motoristas, almejam em pouco tempo, o que quase todos os aspirantes querem quando entram na escola de formação: dirigir os gigantes da frota da empresa.

Direção para o Futuro

A escolinha “Direção Certa” segue o princípio para a qual foi criada: criar oportunidades de crescimento interno por meio da capacitação de colaboradores da área operacional para a função de motorista, possibilitando a ascensão profissional, visando a retenção e reconhecimento destes por meio de um programa específico de formação.  Quanto ao futuro, o caminho que pode ser trilhado pelo programa em outras unidades da companhia, deverá ser tão bem sucedido se adequado às devidas realidades de cada unidade, é o que garante os gestores da Cavo, que se orgulham por ter um projeto desta envergadura na regional sul.

Da assessoria

Tags
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...