CidadesDestaqueEspecialTijucas do SulTijucas do SulÚltimas Notícias

Um tesourinho em Tijucas do Sul: a Casa de Idosos Ana Boniecki

Não muito longe do Centro de Tijucas do Sul, funciona um dos projetos mais bonitos que existem pela região: a Casa de Idosos Ana Boniecki. O projeto é mantido pela prefeitura e oferece um lar a quase 20 vovôs e vovós que não têm onde morar, ou cujos parentes os abandonaram.

Na casa, eles têm uma rotina própria. Recebem alimentação na hora certa, medicação, cuidados médicos e muito carinho. Os que podem e gostam são levados semanalmente a passeios, aos encontros da terceira idade e à fisioterapia.

Tudo começou há mais ou menos dez anos, quando o lar ainda era uma casa de passagem. Os idosos que tinham exames na região podiam passar o dia ou a noite enquanto aguardavam para ir ao hospital. Porém, como muitos não tinham para onde ir, acabavam ficando e o local se tornou o que é hoje: um lar.

Ao todo, quatro técnicas de enfermagem e quatro cuidadoras se revezam em plantões na Casa de Idosos Ana Boniecki. Além de um médico, as auxiliares de serviços gerais, a cozinheira e a lavadora. Todos pagos pela prefeitura. A alimentação, medicação e manutenção da casa também é paga pelo executivo. E o local deve receber, em breve, uma reforma e ampliação para atender ainda mais idosos.

Para a técnica de enfermagem Silmara Ferreira Melo, que atua no projeto há três anos, o trabalho é recompensador e, mais que um lar para eles, é também para ela. “É muito importante. A gente pensa ‘o que seria desses idosos se não fosse essa casa? Pra onde eles iriam?’ É um trabalho bem importante”, afirma.

+ Vice-prefeito de Tijucas do Sul Romilson Batista defende-se de acusações

+ Tijucas do Sul contrata mais médicos

Abandono

No Brasil, estima-se que entre 2012 e 2017 o abandono de pessoas com mais de 60 anos cresceu significativamente. Em lares públicos, o número de idosos deixados foi de 46 para 61 mil. Se considerados os alojamentos particulares, o índice chega a 100 mil.

É por causa dessa origem triste, segundo Silmara, que ela e os colegas tentam estabelecer um laço firme e tornar o local aconchegante. Os almoços quase sempre são pedidos especiais dos moradores. Nos domingos, frequentemente é feito churrasco, que agrada a todos. A horta que eles mantêm juntamente com alunos do projeto Ceia, é fonte de felicidade para alguns dos vovôs e vovós.

ana boniecki tijucas do sul
horta é mantida pelos idosos e por alunos de projeto municipal.

“São várias histórias de abandono. Mas a gente tenta deixar eles confortáveis aqui e não deixar que eles sintam a falta. Claro que devem sentir, quem não sente? Mas a gente faz de tudo pra suprir um pouco dessa falta. A gente não sabe das histórias passadas de cada família, mas acho que nada justifica abandonar um pai ou uma mãe”, comenta ainda Silmara.

Ela conta que teve um caso, desde que foi trabalhar ali, de um filho que foi buscar a mãe para morar com ele. A família passava por um momento difícil, mas conseguiu se restabelecer e levou a matriarca de volta.

Geralmente, eles chegam à Casa de Idosos Ana Boniecki levados pela assistência social, que é acionada por vizinhos quando o idoso está sozinho ou sofre maus tratos, por exemplo. Após averiguação, eles veem se tem vaga e, caso não tenha, mantêm o idoso na casa de um parente próximo até ser possível levá-lo à casa. Apenas moradores de Tijucas do Sul são aceitos.

Por: Dayanne Wozhiak

Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...