Agudos do SulAgudos do SulCidadesDestaqueEspecialÚltimas Notícias

Carmélia Pereira, mãe de 29 filhos, é dona de uma alegria contagiante

Dona de uma alegria contagiante, Carmélia Pereira, moradora de Agudos do Sul, não consegue esconder sua gratidão a Deus, quando em suas falas, sempre finaliza: “é Graças a Deus que eu venci”.  Os 65 anos de vida escondem muitas histórias, mas uma, em especial, ela não deixa passar em branco: “fui mãe de 29 filhos”.

O passado trazia muitas dificuldades, principalmente condições básicas de saúde, como um pré-natal e, por isso, não foram todos que sobreviveram. Mas dona Carmélia se orgulha em dizer que conseguiu criar os filhos junto dela. “Criei todos, nenhum separado de mim. Às vezes não tinha nem azeite para fritar um bolo para as crianças, mas se criaram, disso não morreram”, conta.

Ela recorda das dificuldades, mas afirma que ela e o esposo trabalharam muito para poder criar os filhos. “Trabalhando na roça, trabalhamos muito na lavoura”.

Carmélia Pereira
Foto: O Repórter

+ Confira também: Dona Rosa Batista Colaço, a quitandinhense “mãezinha” de todos

O passado era completamente diferente do que é atualmente. Carmélia conheceu seu marido através de um casamento arranjado. Porém, construiu uma vida ao lado dele e, hoje, já são quase cinquenta anos de história. “Meu primeiro namorado foi ele, porque a gente conhecia a pessoa quando ia casar. Nós se acertávamos bem e assim estamos até hoje. Existe amor, não adianta largar o velho, tem que ficar até o resto da vida”, completa em meio às risadas.

E desse amor ao marido e aos filhos, a família aumentou com a chegada das próximas gerações. Os 44 netos e o primeiro bisneto, que nasceu esta semana, só aumentaram, ainda mais, o amor dessa senhora de 65 anos. “Vó é mãe duas vezes, a avó tem mais paciência que a mãe. Agora tem um bisnetinho, estou muito feliz”, comemora.

Dona Carmélia já passou por inúmeros problemas que poderiam ter a feito desistir, mas a sua garra, seu amor aos filhos e sua fé em Deus a fizeram forte. A risada fácil é a marca registrada dessa senhora, que garante fazer o que pode pelos filhos. “Foi Deus que me deu força, porque se não fosse ele, não tinha resistido, tinha entrado em depressão, mas Ele não deixou. E eu me sinto uma mãe guerreira, porque até hoje o que eu posso fazer por eles, eu faço”.

 

Dona Carmélia Pereira:

 

Por: Riana Carvalho
Continuar lendo

Artigos Relacionados

Loading...