Caminhada em prol do Outubro Rosa faz alerta sobre a prevenção contra o câncer, em Fazenda Rio Grande

Por: Dayanne Wozhiak

Cerca de 300 pessoas se reuniram na Praça Brasil, em Fazenda Rio Grande, para marchar pelo Outubro Rosa. A caminhada que é realizada anualmente como forma de conscientizar as mulheres sobre a importância da prevenção contra o câncer de mama e colo de útero, contou com a participação de pessoas de todas as idades e terminou com uma palestra da Instituição Amigas da Mama.

Essa foi a 4ª edição do evento. Entre os organizadores, estão a prefeitura, a câmara legislativa e o setor de Políticas Públicas para as Mulheres. A diretora de Comunicação da Câmara, Ana Lúcia Pacheco, foi uma das pessoas que iniciou a caminhada e esteve por trás, mais uma vez, da organização.

Ela conta que o movimento começou pequeno, mas ganhou força ao longo dos anos e, hoje, é algo muito valioso, porque está conseguindo cada vez mais engajamento por parte das pessoas. Engajamento esse que ela considera de grande importância.

“Nós, mulheres, temos o hábito de cuidar de todo mundo. A gente cuida do marido, cuida da casa, do filho, do cachorro; e esquecemos de parar um pouquinho para nos cuidarmos. Então o mês de outubro é pra isso, pra chamar atenção de todas as mulheres e de toda a sociedade”, destacou Ana Lúcia.

Mas a prevenção contra o câncer é algo que tem que ser feito sempre, não só em um mês do ano. O próprio apalpar dos seios já é uma forma de perceber se está tudo bem, mas ir ao médico é indispensável. “A gente faz isso para que elas lembrem. Tem que fazer a mamografia, tem que fazer o preventivo. É um alerta!”, complementa Ana.

Rosilene Maria dos Santos, de 62 anos, foi à caminhada pela primeira vez, a convite das amigas. Para ela, o evento foi muito positivo. “A gente vem pra dar uma força para as mulheres, porque é muito importante e muito bom também!”, disse.

Já a aposentada Eloá Canarines, de 72, participa do grupo da Melhor Idade e, por isso, costuma frequentar também os eventos do Outubro Rosa. “Gosto muito de fazer esse tipo de coisa, fico feliz, porque o outubro rosa é nosso!”, completou a aposentada.

A vereadora Isabel Baran, única mulher no legislativo municipal, também prestigiou o evento e aproveitou para falar da importância da valorização feminina. Para ela, o Outubro Rosa vai além da prevenção contra o câncer.

“O que eu acho bem interessante no outubro rosa é que é uma causa que une a todos. É um momento de se falar da mulher na política, valorização, integração da mulher, respeito à mulher. Coisas que não existem, porque vivemos em um país machista. Exercemos papeis, mas são secundários. E essa é uma causa que une homens e mulheres, independentemente de partido, de lado ou pensamento; é uma causa única, é por amor à vida”, comentou.

Ela ainda comentou que vê, na política, a necessidade de um olhar feminino. Porque enquanto gestoras do lar, as mulheres poderiam fazer a diferença à frente das cidades, estados e país. Mas ela comemora também que a união feminina está maior e que isso é muito positivo para se obter uma representatividade.